Tamanho do texto

Já Rogério Dutra Silva, outro tenista do País no Top 100, perdeu uma posição e caiu para o 90º lugar depois de perder na primeira rodada de Wimbledon

Andy Murray foi bicampeão em Wimbledon
Twitter/Reprodução
Andy Murray foi bicampeão em Wimbledon

A boa vantagem de Novak Djokovic na liderança do ranking da ATP já não é tão confortável quanto era antes da disputa de Wimbledon. A atualização desta segunda-feira da lista, logo após a disputa do terceiro Grand Slam da temporada, mantém o sérvio como número 1 do mundo, mas agora com uma vantagem de pouco menos de 5 mil pontos para o britânico, campeão do torneio londrino no último domingo.

Antes do início de Wimbledon, Djokovic tinha quase o dobro de pontos de Murray, com uma vantagem de pouco mais de 8 mil pontos - 16.950 a 8.915. Em Londres, porém, o sérvio foi eliminado na terceira rodada do torneio, enquanto Murray faturou o seu terceiro título do Grand Slam, sendo o segundo em Wimbledon.

Isso, claro, teve efeitos imediatos na atualização desta segunda-feira da lista, que teve poucas movimentações no seleto grupo do dez melhores do mundo. Agora Djokovic acumula 15.040 pontos, enquanto Murray soma 10.195.

O suíço Roger Federer (eliminado nas semifinais de Wimbledon) segue em terceiro lugar, o espanhol Rafael Nadal (não jogou por estar lesionado) é o quarto, o suíço Stan Wawrinka (caiu na segunda rodada) continua em quinto, o japonês Kei Nishikori (deixou Wimbledon nas oitavas de final) permanece em sexto e o canadense Milos Raonic está em sétimo lugar após ser vice-campeão na sua primeira final de um dos torneios do Grand Slam.

Derrotado por Murray nas semifinais, o checo Tomas Berdych atingiu a oitava colocação, ultrapassando o austríaco Dominic Thiem, que caiu na segunda rodada. O Top 10 agora é completado pelo francês Jo-Wilfried Tsonga que ascendeu duas posições após avançar até as quartas de final em Wimbledon. Já o também francês Richard Gasquet despencou da décima para a 14ª colocação depois de ser eliminado nas oitavas de final de Wimbledon - havia sido semifinalista em 2015.

Thomaz Bellucci foi campeão na Alemanha
Reprodução/Twitter
Thomaz Bellucci foi campeão na Alemanha

Eliminado na segunda rodada de Wimbledon, Thomaz Bellucci aproveitou a última semana livre para disputar o Torneio Challenger de Braunschweig. Campeão na Alemanha, o brasileiro subiu 13 posições nesta atualização do ranking e voltou ao Top 50, atingindo a condição de número 49 do mundo, com 930 pontos.

Já Rogério Dutra Silva, outro tenista do País no Top 100, perdeu uma posição e caiu para o 90º lugar depois de perder na primeira rodada de Wimbledon. Ambos serão os jogadores de simples do Brasil no confronto com o Equador, no próximo fim de semana, em Belo Horizonte, pela Copa Davis, que valerá uma vaga na repescagem do Grupo Mundial.

Os duplistas vão ser Marcelo Melo e Bruno Soares, que subiram no ranking após Wimbledon. Melo se tornou o sexto lugar, após parar nas oitavas de final, e Soares subiu para a oitava posição depois de cair nas quartas de final. A lista de duplistas agora é liderada pelo francês Nicolas Mahut.

Confira o ranking atualizado da ATP:

1º - Novak Djokovic (SER), 15.040 pontos

2º - Andy Murray (GBR), 10.195

3º - Roger Federer (SUI), 5.945

4º - Rafael Nadal (ESP), 5.290

5º - Stan Wawrinka (SUI), 4.720

6º - Kei Nishikori (JAP), 4.290

7º - Milos Raonic (CAN), 4.285

8º - Tomas Berdych (RCH), 3.490

9º - Dominic Thiem (AUT), 3.175

10º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.995

11º - David Goffin (BEL), 2.780

12º - Marin Cilic (CRO), 2.695

13º - David Ferrer (ESP), 2.650

14º - Richard Gasquet (FRA), 2.365

15º - Roberto Bautista (ESP), 2.060

16º - John Isner (EUA), 2.055

17º - Gael Monfils (FRA), 2.030

18º - Nick Kyrgios (AUS), 1.855

19º - Bernard Tomic (AUS), 1.850

20º - Feliciano Lopez (ESP), 1.675

49º - Thomaz Bellucci (BRA), 930

90º - Rogério Dutra Silva (BRA), 644

123º - Thiago Monteiro (BRA), 481

182º - João Souza (BRA), 292

198º - Guilherme Clezar (BRA), 274