Tamanho do texto

Segundo cabeça de chave da tradicional competição, Murray assim se credenciou para enfrentar o taiwanês Yen-Hsun Lu

Murray em ação na grama de Wimbledon
GLYN KIRK/AGENCE FRANCE PRESSE/ESTADÃO CONTEÚDO
Murray em ação na grama de Wimbledon


Vencedor de Wimbledon em 2013, Andy Murray iniciou de forma tranquila esta campanha na qual almeja o bicampeonato do Grand Slam inglês, nesta terça-feira, em Londres. Vice-líder do ranking mundial, o tenista escocês superou o azarão inglês Liam Broady, atual 235º colocado da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/4, em 1h42min de confronto.

E MAIS

Wawrinka e Del Potro vencem e vão se enfrentar na 2ª rodada de Wimbledon

Atual campeã, Serena estreia com vitória fácil sobre suíça em Wimbledon

Segundo cabeça de chave da tradicional competição, Murray assim se credenciou para enfrentar na segunda rodada o taiwanês Yen-Hsun Lu, 76º do mundo, que em outro duelo já encerrado no dia derrotou o russo Alexander Kudryavtsev por 6/4, 6/1 e 6/4.

Será o quinto jogo de Murray com o rival da Tailândia, que perdeu três dos quatro duelos com o britânico. No primeiro deles o asiático conquistou um dos maiores feitos da sua carreira ao eliminar o adversário em sets diretos na chave masculina do tênis dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Depois disso, porém, Murray superou o taiwanês no Masters 1000 de Indian de Wells de 2013 e também na sua vitoriosa campanha daquele ano em Wimbledon, antes de também levar a melhor no Torneio de Queen's de 2015, outro evento em Londres. Embora seja também considerado um azarão neste novo embate entre os dois, Yen-Hsun Lu foi quadrifinalista de Wimbledon em 2010 e gosta de jogar em pisos rápidos.

Absoluto no duelo desta terça, o britânico confirmou todos os seus saques diante de Broady e ainda converteu quatro de oito break points para conquistar a sua vitória em sets diretos. Ele ainda contabilizou oito aces e acumulou 31 bolas vencedoras para avançar sem sustos na capital inglesa.

CHUVA

O jogo de Murray acabou pouco antes de a chuva interromper a continuidade dos confrontos programados para esta terça em Londres. Um dos encerrados minutos antes desta paralisação, por sinal, marcou a conclusão da una longa batalha de 4 horas e 15 minutos na qual o luxemburguês Gilles Muller superou o colombiano Santiago Giraldo por 3 sets a 2, de virada, com parciais de 4/6, 6/7 (3/7), 7/6 (7/5), 6/3 e 15/13.

Este duelo havia sido interrompido na última segunda-feira, por falta de luz natural, quando estava empatado em 11/11 no quinto set. Em Wimbledon, duelos definidos na quinta parcial não contam com tie-break e um tenista só triunfa após ganhar por dois games de diferença, fato que possibilitou este 15/13 definido apenas nesta terça.

Em outra partida encerrada pouco antes da chuva começar em Londres, o casaque Mikhail Kukushkin também estreou com vitória ao bater o eslovaco Martin Klizan por 3 sets a 0, com 7/6 (9/7), 7/6 (7/5) e 6/4. Assim, ele avançou para encarar na segunda rodada o espanhol Roberto Bautista Agut, 14º cabeça de chave, que horas mais cedo derrotou o australiano Jordan Thompson por triplo 6/3.