Tamanho do texto

Depois de vencer Federer, sérvio enfrentará britânico Andy Murray pela quarta vez na decisão do Grand Slam australiano

Novak Djokovic venceu Roger Federer por 3 sets a 1 e está na final do Aberto da Austrália
Cameron Spencer/Getty Images
Novak Djokovic venceu Roger Federer por 3 sets a 1 e está na final do Aberto da Austrália

Em duas horas e 19 minutos, o sérvio Novak Djokovic derrotou o suíço Roger Federer nesta quinta-feira e garantiu vaga na final do Aberto da Austrália pela sexta vez. Com parciais de 6/1, 6/2, 3/6 e 6/3, o número um do mundo venceu por 3 sets a 1 e tentará seu sexto título do primeiro grand slam do ano.

A partida serviu ainda para desempatar o duelo entre os dois, que haviam se enfrentado 44 vezes até a semifinal, com 22 triunfos para cada lado. Ainda em quadra, Djoko creditou a vitória aos dois primeiros sets, que foram finalizados em apenas 54 minutos.

Mais Aberto da Austrália:

Ex-número um do mundo, Lleyton Hewitt perde para Ferrer e se aposenta do tênis

Soares faz história e disputará final de duplas mistas na Austrália

"Joguei dois primeiros sets incríveis, mas é isso que é necessário para vencer Roger. Ele jogou de forma incrível durante todo o torneio. Joguei com a intensidade certa, concentrado, executei tudo perfeitamente. Foi uma batalha no fim", afirmou o sérvio.

O adversário do sérvio na decisão será o britânico Andy Murray que venceu o canadense Milos Raonic por 3 sets a 2, parciais de 6/4, 5/7, 7/6 (7/4), 5/7 e 6/2. Na partida, o britânico chegou a estar perdendo por 2 sets a 1 com 21 aces sofridos, mas viu o adversário desgastado por duras partidas contra Gael Monfils e Stanislas Wawrinka ceder a virada. Será a quinta final de Murray que busca seu primeiro título na competição. Até aqui em três  foi derrotado pelo próprio Djokovic em três oportunidades e em uma perdeu para o suiço Roger Federer.

O britânico Andy Murray comemora ponto durante vitória sobre canadense Milos Raonic
Scott Barbour/Getty Images
O britânico Andy Murray comemora ponto durante vitória sobre canadense Milos Raonic