Tamanho do texto

Sérvio não aprova suas últimas atuações no ATP Finals, mas parte para o confronto com seu arquirrival espanhol para tentar fechar uma grande temporada com mais um título

Novak Djokovic venceu Tomas Berdych no ATP Finals, em Londres
Clive Brunskill/Getty Images
Novak Djokovic venceu Tomas Berdych no ATP Finals, em Londres


O tenista sérvio Novak Djokovic, rival de Rafael Nadal na semifinal do ATP Finals de Londres, assegurou nesta quinta-feira, após vencer Tomas Berdych (6-3 e 7-5), que está "otimista" para a partida, mesmo que não tenha ficado tão satisfeito assim com suas últimas atuações na capital inglesa. 

O que o número um do mundo admite, porém, é que seu próximo adversário vem numa fase bem melhor do que a que viva no início da temporada. Pela primeira vez desde que chegou ao topo, Nadal terminou um ano sem ter conquistado nenhum Grand Slam ou Masters 1.000.

Leia tambémLíder do ranking nas duplas, Marcelo Melo festeja meta cumprida

"Rafa está há vários meses jogando bem melhor. Está se sentindo mais cômodo em quadra e, nos primeiros jogos deste torneio, demonstrou isso, já que tem errado menos bolas e sacando muito melhor", disse Djokovic, após vencer o tcheco Tomas Berdych, nesta quinta, por 2 a 0 (6-3 e 7-5).

Dessa forma, o sérvio assegurou o segundo lugar de sua chave, que teve Roger Federer como líder. Foi um modo de se recuperar do revés diante do legendário suíço, na terça-feira. Mas ele ainda quer mais.  Minha primeira partida em Londres ( vitória sobre o japonês Kei Nishikori ) foi incrível. Embora nos últimos dois jogos tenha jogado bem, estou nas semifinais", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas