Tamanho do texto

Ex-tenista conquistou 19 Grand Slams quando os torneios ainda eram amadores e davam vale-compras aos competidores

Maria Esther Bueno venceu 19 das 34 finais de Grand Slam que disputou
Arquivo
Maria Esther Bueno venceu 19 das 34 finais de Grand Slam que disputou

Marcelo Melo é o atual número 1 do mundo entre os duplistas. Gustavo Kuerten curtiu a fama e o topo do ranking de simples nos anos 2000. Mas a pioneira do tênis brasileiro no circuito mundial é Maria Esther Bueno, detentora de 19 títulos de Grand Slams nas décadas de 1950, 1960 e 1970.

Leia: Número 1 do mundo, Marcelo Melo festeja meta cumprida e mira pódio olímpico

Ao contrário do cenário atual, em que os torneios concedem premiações milionárias, Maria Esther reinou no período em que o tênis era amador. O campeão não embolsava um tostão. No máximo levava alguns vale-compras para trocar por meias e outros artigos esportivos. Aos 76 anos, a ex-tenista relembrou em entrevista ao Esporte (ponto final)  as glórias de uma época em que o tênis não lhe rendeu dinheiro, mas proporcionou momentos únicos, como ser recepcionada pelo papa e frequentar a realeza britânica.

Confira trecho da entrevista com Maria Esther Bueno:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas