Em crise, Corinthians vê seus diretores financeiro e de futebol irem embora
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Em crise, Corinthians vê seus diretores financeiro e de futebol irem embora

O clima nos bastidores do Corinthians é de muita tensão e um grande racha na direção comandada pelo presidente Augusto Melo está acontecendo, foi dia de dois diretores importantes entregarem seus cargos. Primeiro, o diretor financeiro Rozallah Santoro e posteriormente o diretor de futebol Fernando Alba. A decisão da saída foi feita em conjunto com o grupo político comandado por Augusto Melo, o “Movimento Corinthians Grande”, que alega que o presidente não cumpriu com promessas feitas em campanha e não deu autonomia aos diretores.

Essas não foram as primeiras saídas de diretores na gestão do atual mandatário corinthiano, o primeiro e mais polêmico foi primeiro diretor de futebol do Timão, Rubens Gomes (Rubão), o diretor jurídico Yun Ki Lee e o superintendente de marketing Sérgio Moura.

Em nota, o Movimento Corinthians Grande comunicou suas decisões para a torcida:

O Movimento Corinthians Grande comunica aos nossos apoiadores, amigos e a imensa coletividade Corinthiana, que há tempos depositam confiança nos nossos ideais, que já formalizou ao Presidente Augusto Melo o desligamento formal dos cargos de gestão que nossos membros ocuparam na atual Diretoria do Sport Club Corinthians Paulista.

A motivação do nosso movimento em apoiar a candidatura do atual presidente jamais foi lastreada no interesse por cargos e posições de poder, em que pesem infelizes declarações nesse sentido. Nos somamos à expectativa de tantos outros Corinthianos e Corinthianas por transformações e mudanças de velhas praticas que há tempos prevalecem no Corinthians.

O resultado das eleições, transcorridas de maneira democrática, conferiu uma vitória maiúscula e inédita ao atual presidente. Porém, mais do que uma vitória pessoal, o resultado das urnas demonstrou um imenso apoio às promessas de uma gestão técnica, profissional e marcada pela impessoalidade, permitindo que o Corinthians venha a superar a grave crise financeira em que se encontra, modernize e inove sua gestão, devolvendo a esperança ao nosso apaixonado torcedor.

O Movimento Corinthians Grande foi convidado para assumir algumas funções na atual administração. Após muito debate e muita reflexão interna, avaliamos que poderíamos contribuir, aceitando assumir algumas funções executivas na administração do clube. Aceitamos esse desafio com o propósito de colaborar tecnicamente, guardando sempre coerência com as bandeiras há tempos defendidas pelo MCG.

A esperança na efetiva implementação de um projeto de modernização e profissionalização da gestão do clube continua presente. Mas, apesar de muita insistência, entendemos, porém, que não podemos mais ser úteis no dia a dia da atual gestão.

A gota final a fazer transbordar o copo veio agora: Em relação ao episódio “pagamento de comissão a laranja”, o atual presidente escolheu ficar ao lado do superintende de marketing, alegadamente afastado, ao invés de apoiar os insistentes pedidos de apuração feitos, desde a publicação de notícias a respeito, pelo Vice-Presidente eleito, Armando Mendonça, até como um recomendável procedimento de boa prática empresarial. Inexplicavelmente, tem-se a impressão de que não se deseja que a verdade venha à tona. E, consequentemente, nosso grupo tornou-se indesejável na atual administração.

Evidentemente, já que eleito, o Vice-Presidente Armando Mendonça continuará honrando o mandato recebido dos eleitores. Atuando também na fiscalização dos atos de gestão!

Fica a sincera torcida para que a atual administração reencontre os melhores caminhos para o Corinthians.

Seguiremos apoiando sempre as melhores práticas e ações. E, na mesma medida, propondo melhorias, fiscalizando as condutas administrativas, bem como cobrando correções de rota.

Nossos ideias são inabaláveis e nossa obstinação é ver o Corinthians Grande, tendo uma administração a altura da grandeza dos mais lindos sonhos de quem sempre levanta a voz em seu nome: Sport Club Corinthians Paulista.

Para saber tudo sobre o Corinthians , acompanhe o Esporte News Mundo no Twitter , Instagram e Facebook .

O Timão além de perder seus diretores, perdeu também seu patrocinador master, a Vai de Bet, que rompeu sua ligação com o clube devido a uma cláusula anticorrupção, que se deve a um suposto pagamento a empresa “laranja” por um intermediário.

Dentro do gramado, o Corinthians está prester a perder o seu goleiro titular, Carlos Miguel, que pode fechar com o Nottingham Forest da Inglaterra. Após perder o ídolo Cássio que foi para o Cruzeiro, o Timão agora deverá ir ao mercado em busca de um novo dono para a meta, visto que o goleiro Matheus Donelli tem contrato somente até janeiro de 2025.

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!