Tamanho do texto

Nadador admite cansaço após nadar metade das oito provas que fará. “No Rio tinha 21 anos, é diferente”, disse

Maratona nunca mais. Thiago Pereira admitiu que a “loucura” de nadar oito provas em um evento apenas, como fez nos Pans do Rio, em 2007, e neste de Guadalajara , não deve se repetir. Nesta terça ele conseguiu apenas o bronze nos 200 m peito , que tinha vencido há quatro anos em casa, e encerrou a sequência dourada: são três ouros e um bronze, o que impediu de alcançar o mesatenista Hugo Hoyama como maior medalhista de ouro brasileiro em Pans – está dez a nove, mas Pereira ainda pode ganhar quatro, contra uma de Hoyama.

Veja como está o quadro de medalhas

“Provavelmente foi a última (maratona). Você vê que em 2007 eu tinha 21 anos, agora estou com 25, e isso pesa um pouco. Aqui em Guadalajara tem também o problema da altitude, que dificulta a recuperação”, disse o nadador, que após sair da piscina ao perder os 200 m peito disse estar “cansado pra c...”.

Conheça os atletas da natação brasileira

Nesta quarta-feira, a partir das 13h de Brasília (eliminatórias), Pereira nadará os 200 m medley e os 4x200 m livre. Na primeira, sua especialidade, ele acha que não deve ser surpreendido.

Veja também: Brasil leva a prata nos 4 x 200 livre feminino

“É a prova que consegui meus melhores resultados em Olimpíadas e em Mundiais, por isso sei bem o que fazer. O que mais ouvi essa semana foi se bateria esse recorde do Hugo, mas é o que sempre disse: o que tiver que ser, será”, disse Pereira.

Leia também: Placar volta a deixar nadadores no escuro

Em 2007, ele ganhou seis medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Para 2011, também topou nadar oito provas, uma delas os 4x100 m livre apenas na eliminatória, o que mesmo assim conta medalha. Na quinta-feira Pereira descansará, mas na sexta terá outras duas provas: os 200 m costas e os 4z100 m medley.

Nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Thiago Pereira nadou a final dos 200 m peito e ficou com o bronze
Vipcomm
Nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Thiago Pereira nadou a final dos 200 m peito e ficou com o bronze

“No revezamento de sexta talvez eu nade apenas pela manhã *(eliminatória), para também que o Brasil possa ter um nadador mais descansado na final. De resto é fazer massagem, me soltar na piscina e descansar o máximo que der”.

Acompanhe o blog do Rogério Romero

Pereira é considerado o “mister Pan”, pelo número de medalhas que ganhou no Rio e que também já ganhou em Guadalajara . O norte-americano Michael Phelps, o grande fenômeno da natação, ganhou oito ouros nãos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Pereira não gosta da comparação.