Tamanho do texto

O clembuterol, substância proibida que é usada para engordar o gado, pode levar a punição se detectado no sangue de atletas

Getty Images
David Howman, diretor-geral da Wada, decidiu ir ao México às pressas para tratar do caso de contaminação alimentar por clembuterol
A notícia de uma contaminação alimentar no México a nove dias do início dos Jogos Pan-Americanos fez com que David Howman, diretor-geral da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), decidisse viajar às pressas para o país-sede da competição. Ele terá reuniões emergenciais com Bernardo de la Garza, diretor-geral da Comissão Nacional do Esporte mexicana, e até com o presidente da República, Felipe Calderón. A Wada demonstrou profunda preocupação com o caso e quer garantias sólidas do governo local de que o assunto não afetará o andamento dos Jogos Pan-Americanos , que serão disputados na cidade de Guadalajara de 14 a 30 de outubro.

Howman abandonou compromissos que tinha na cidade alemã de Colônia para tratar do assunto. Mario Vázquez Raña, presidente da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa), acompanhará o dirigente da Wada nas tratativas com autoridades do México. "Estamos muito preocupados com o problema da contaminação alimentar no México", resumiu Olivier Niggli, diretor de assuntos legais da Wada. "Eles dizem que têm um sistema capaz de lidar com o problema, e queremos conhecê-lo", acrescentou ele. Niggli advertiu ainda que, caso o tema não possa ser inteiramente resolvido até o início dos Jogos Pan-Americanos, haverá uma orientação para que os atletas evitem comer carne e prefiram o consumo de peixes.

Nos últimos meses, autoridades mexicanas fecharam diversos frigoríficos ao encontrar sinais de clembuterol nos animais. A substância é usada para engordar o gado e já foi proibida no México. O clembuterol é prejudicial à saúde e, por induzir o ganho de massa muscular, pode causar punições se encontrado no sangue dos atletas em exames antidoping.

Para se ter uma ideia do que o problema pode significar para a disputa do Pan, basta ver o que já causou no futebol. Cinco jogadores testaram positivo para o clembuterol num exame realizado em 21 de maio pela Federação Mexicana de Futebol. Na ocasião, os atletas estavam nos Estados Unidos para a disputa da Copa Ouro, torneio que reúne seleções da América do Norte, Central e Caribe - e que foi vencido justamente pelos mexicanos.

A comissão disciplinar acabou inocentando os atletas, por considerar que a contaminação aconteceu acidentalmente, com a ingestão de carne. A Wada, entretanto, recorreu da decisão de inocentá-los. Ainda não houve decisão final sobre o caso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.