Leonardo de Deus terminou em sexto lugar nos 200m borboleta
Foto: Jonne Roriz / COB
Leonardo de Deus terminou em sexto lugar nos 200m borboleta

Ao garantir a classificação para a final do 200m borboleta atrás do recordista mundial da prova, o húngaro Kristof Milak, Léo de Deus atraiu, mais uma vez, os holofotes da torcida brasileira para a piscina do Centro Aquático de Tóquio, na noite desta terça-feira. Mas a esperança de medalha não se confirmou. O brasileiro terminou em sexto, com o tempo de 1m55s19.

Milak confirmou o favoritismo, com o ouro e direito a recorde olímpico. Com o tempo de 1m51s25, ele superou a marca de Michael Phelps. O japonês Tomoru Honda (1m53s73) e o italiano Federico Burdisso (1m54s45) completaram o pódio.

Na prova da vida, o sul-matrogrossense, de 30 anos, celebra a primeira final olimpíca em sua terceira participação nos em Olimpíadas ao cravar o segundo melhor tempo das eliminatórias: 1min54s97. Tricampeão pan-americano no estilo borboleta, De Deus parou nas eliminatórias nos Jogos de Londres-2012 e na semifinal nos Jogos do Rio-2016. Em evolução, chegou em Tóquio no melhor momento da carreira.

Você viu?

(Veja abaixo galeria de fotos de Leonardo de Deus)


Com a medalha de ouro dada como certa, Milak buscava o recorde olímpico de Michael Phelps, nadador americano com maior número de medalhas olímpicas. Das 28, 25 são de bronze. Aposentado, ele abriu caminho para o húngaro fazer história. Recordista mundial da prova, Milak não conseguiu superar a marca de 1min52s03, estabelecido pela lendário Phelps em Pequim-2008.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários