Tamanho do texto

Cerca de 200 trabalhadores com camiseta lilás, usada nas instalações das arenas, e munidos de rodos e vassouras, protestaram por mais de duas horas

Funcionários de arenas olímpicas fazem protesto em frente ao Comitê Rio 2016
Divulgação
Funcionários de arenas olímpicas fazem protesto em frente ao Comitê Rio 2016

Funcionários contratados pela empresa "Sunplus" – Sistemas e Serviços – para trabalhar no serviço de limpeza em 27 instalações olímpicas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio de janeiro de 2016, entre agosto e setembro, estão sem receber o pagamento de setembro e fizeram nesta quarta-feira um protesto em frente à sede do Comitê Rio 2016, na Cidade Nova, área central da cidade.

LEIA MAIS:  Nuzman é reeleito presidente do COB pela sexta vez, mas pleito pode ser anulado

Cerca de 200 trabalhadores com a camiseta, de cor lilás, mesma cor utilizada nas instalações das arenas olímpicas, e munidos de rodos e vassouras, fizeram protesto por mais de duas horas até dois representantes da empresa de prestação de serviço serem recebidos no Comitê Rio 2016. Em seguida, o ato foi encerrado.

LEIA MAIS:  Mesatenistas paralímpicos sobem no ranking após medalhas no Rio 2016

SOBRE A EMPRESA

A "Sunplus" trabalhou na limpeza de 27 instalações olímpicas, com exceção apenas da arena de Deodoro e o Estádio Olímpico Nilton Santos, o Engenhão. A gerente da empresa, Danielle Vasconcelos, afirmou que todos os contratados serão demitidos “porque todos os contratos eram por tempo determinado e os trabalhadores já sabiam disso”. 

Defensora da empresa, Danielle informou ainda que esteve pessoalmente à frente do movimento para evitar danos ao patrimônio do Comitê Rio 2016, caso houvesse algum tipo de exaltação por parte dos manifestantes, e evitar que o local fosse danificado. A gerente da "Sunplus" comentou que, nos meses desde julho, o Comitê vinha fazendo o pagamento regularmente, e que o pagamento de setembro ainda está dentro do prazo, que vence agora no dia 7 de outubro, isto é, quinto dia útil.

LEIA MAIS:  Atletas acreditam que Jogos Paralímpicos do Rio farão pessoas com deficiência saírem de casa

O Comitê dos Jogos Rio 2016 disse que vai honrar todos os compromissos com os fornecedores e que a entidade está conversando com todos eles para acelerar o processo de pagamento. De acordo com a assessoria do comitê, o pagamento está agendado para ser repassado para a empresa Sunplus nesta sexta-feira, prazo final. Caso não aconteça, tudo indica que os funcionários realizem novo protesto.

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.