Tamanho do texto

Atletismo é a modalidade que deu mais medalhas ao Brasil nos Jogos Paralímpicos do Rio

Depois do ouro no dardo, Shirlene Coelho ficou com a prata no lançamento de disco
Marcio Rodrigues/MPIX/CPB
Depois do ouro no dardo, Shirlene Coelho ficou com a prata no lançamento de disco

O atletismo cada vez mais consagra-se como a modalidade mais vitoriosa do Brasil nos Jogos Paralímpicos do Rio, que termina neste domingo (18), com a cerimônia de encerramento no estádio do Maracanã.

LEIA TAMBÉM:  Brasil vence o Irã e conquista o ouro no futebol de 5 dos Jogos do Rio

Neste sábado, dois paratletas brasileiros conqusitaram novamente medalhas no Rio 2016, ambos no atletismo. O velocista Petrúcio Ferreira garantiu a prata na prova dos 400m T47. Com 48s87, Petrúcio ficou com a medalha de prata, acompanhado pelo cubano medalhista de ouro Ernesto Blanco, que cruzou a linha de chegada em 48s79, e o austríaco Gunther Matzinger, com 48s95.

Petrúcio já havia conquistado o ouro nos 100m T47, no último domingo (11). No revezamento 4x100m T42-47, ele foi prata.

Assim como Petrúcio, Shirlene Coelho levou para casa sua segunda medalha nos Jogos. Na prova de lançamento de dardo F37, disputada no último sábado (10), ela ficou com o ouro. Hoje, no estádio Olímpico, ela conquistou a medalha de prata no lançamendo de disco da mesma classe.

FIQUE LIGADO:  Tempo real dos Jogos Paralímpicos no iG Esporte

Outro brasileiro do atletismo também contribuiu para aumentar o número de medalhas para o Brasil. Felipe Gomes conquistou sua quarta medalha nessa Paralímpiada, dessa vez, a prata nos 400m T11.

Até o momento, o Brasil soma 29 medalhas apenas do atletismo, a modalidade mais vitoriosa nos Jogos do Rio.