Tamanho do texto

Com passes e dribles precisos, Jefinho tomou conta do lado direito do campo e foi ovacionado pela torcida: “Jefinho é melhor que Neymar”

Seleção de futebol de 5 está na final da Paralimpíada do Rio
Reprodução/Twitter
Seleção de futebol de 5 está na final da Paralimpíada do Rio

Jefinho foi o nome do jogo na semifinal do futebol de 5 entre Brasil e China nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Autor dos dois gols da virada da seleção brasileira por 2 a 1, o camisa 7 foi muito celebrado pela torcida cada vez que entrava ou saída de campo – as substituições são ilimitadas no esporte – e ao final do jogo. Com passes e dribles precisos, Jefinho tomou conta do lado direito do campo. Ao final, a torcida cantou “Jefinho é melhor que Neymar”. Com a vitória, o Brasil vai à final em busca do bicampeonato olímpico, depois da conquista do ouro em Londres 2012.

Confira agenda Brasil dessa sexta-feira de Paralimpíada

“Sou um jogador muito tranquilo dentro de quadra. Pensei que a gente tinha que buscar o resultado, ter essa tranquilidade, calma. Porque a gente saiu atrás do placar mas ainda estava no começo do jogo, ainda tinha muita coisa pra acontecer. Nosso técnico pediu para ganharmos todas as divididas, ir pra cima e no final, graças a Deus, deu tudo certo”, disse o craque.

Sérgio Oliva ganha primeira medalha no hipismo para o Brasil em paralimpíadas

O treinador do Brasil, Fábio Vasconcelos, exaltou a força do time. Ele lembrou do poder de superação da equipe após perder Ricardinho por boa parte da partida. O camisa 10 brasileiro sofreu um choque que abriu um corte em seu supercílio. “Já conheço a China, fizemos uma final em 2008 contra eles. Foi como eu esperava, um jogo difícil. A gente mostrou a força do nosso grupo, perdemos o Ricardo e levamos um gol, mas o grupo superou. Jefinho estava perfeito e a nossa defesa também.”

    Leia tudo sobre: Futebol