Tamanho do texto

Confederação Brasileira de Futebol solicitou ao Comitê Olímpico Internacional medalha de ouro para o goleiro cortado por lesão antes dos Jogos Rio 2016

Fernando Prass ficou fora do torneio de futebol olímpico; agora, CBF pede medalha para o goleiro
DANIEL VORLEY /AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
Fernando Prass ficou fora do torneio de futebol olímpico; agora, CBF pede medalha para o goleiro

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, sofreu um duro golpe antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto passado. Pela primeira vez convocado para defender o gol brasileiro numa Olimpíada, Prass sofreu uma lesão no cotovelo que causou o seu corte da seleção. De fora da disputa olímpica, o atleta viu seus companheiros conquistarem a medalha de ouro no torneio. Agora, a CBF, a Confederação Brasileira de Futebol, espera, ao menos, conseguir uma medalha junto ao COI, o Comitê Olímpico Internacional, para prestar homenagem ao goleiro.

PELAS ELIMINATÓRIAS:  Com Jesus inspirado, Brasil faz 3 a 0 no Equador e vence na estreia de Tite

Segundo informações do canal de TV por assinatura SporTV, a CBF vai solicitar uma medalha a mais ao COI para prestigiar Fernando Prass, que não foi esquecido pelos demais jogadores na conquista do ouro em cima da Alemanha, no estádio do Maracanã. A confederação espera uma resposta do comitê para dar a Prass o status definitivo de medalhista olímpico.

VOCÊ VIU?  Fifa fará primeiro teste com uso de TV na arbitragem em partida amistosa

Grande destaque do Palmeiras nas duas últimas temporadas, Fernando Prass foi o herói do título alviverde da Copa do Brasil, em que, além de defender pênalti, também bateu e converteu o último tento da disputa, contra o Santos, em 2015.

Lesão e volta aos gramados só em 2017

No auge de sua forma e destaque no futebol brasileiro, aos 38 anos, Fernando Prass foi convocado para defender a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos 2016, disputados no Rio. Mas uma fratura no cotovelo direito o impediu de dar início ao sonho olímpico. O corte do grupo da CBF causou comoção entre os torcedores e também entre os jogadores brasileiros, que homeagaram o palmeirense em diversas oportunidades. Substituído pelo goleiro Wewerton no gol do Brasil e por Jailson no gol palmeirense, Prass passou por uma cirurgia que o deixará de fora do restante da temporada, retornando aos gramados apenas em 2017.

E MAIS:  Presidente do CPB traça objetivo do Brasil na Paralimpíada do Rio

    Leia tudo sobre: futebol