Tamanho do texto

Ibrahim Al-Hussein, na natação, e Shahrad Nasajpour, no atletismo, foram selecionados pelo Comitê Paralímpico Internacional para a disputa que começa no próximo dia 07

Sírio Ibrahim Al-Hussein após um treino em Atenas, na Grécia
UNHCR/Achilleas Zavallis
Sírio Ibrahim Al-Hussein após um treino em Atenas, na Grécia

Os Jogos Paralímpicos 2016 acontecem de 07 a 18 de setembro no Rio de Janeiro. E assim como a edição olímpica dos Jogos, a Paralimpíada contará com atletas refugiados.

ASSISTA:  Canal britânico faz vídeo emocionante em homenagem a Paratletas

Nessa sexta-feira (26), o Comitê Paralímpico Internacional anunciou a participação de dois paratletas que representarão a bandeira dos Atletas Paralímpicos Independentes na Rio 2016: o nadador sírio Ibrahim Al-Hussein e o velocista iraniano Shahrad Nasajpour.

Ibrahim Al-Hussein, da natação, representando os expatriados do mundo, carregando a tocha olímpica
Twitter/Reprodução
Ibrahim Al-Hussein, da natação, representando os expatriados do mundo, carregando a tocha olímpica

Atualmente vivendo na Grécia, Al-Hussein teve parte da perna direita amputada após uma explosão durante a guerra na Síria. Ele disputará as provas dos 50m e 100m livres da classe S10. O nadador foi um dos condutores da tocha olímpica Rio 2016, em um campo de refugiados em Eleonas, na Grécia. 

“Eu sonho com esse momento por 22 anos. Pensei que meu sonho tinha acabado quando perdi minha perna, mas agora ele voltou de verdade. Mal posso acreditar que vou ao Rio”, comentou o sírio.

Já Nasajpour, nascido no Irã, vive atualmente nos Estados Unidos, onde dedica-se ao atletismo. O atleta, que possui paralisia cerebral, disputará a prova de lançamento do disco da classe F37.

Com desafio de lotar arquibancadas, Governo do Rio levará alunos à Paralimpíada

Com o apoio do Comitê Paralímpico Internacional e da Agência da ONU para Refugiados, a dupla terá à disposição uma equipe formada por chefe de missão, gerente e técnico. A delegação dos Atletas Paralímpicos Independentes será a primeira a entrar no Maracanã no desfile das delegações na cerimônia de abertura dos Jogos, que acontece no dia 07 de setembro.