Tamanho do texto

Vagas extras foram obtidas após Comitê Paralímpico Internacional confirmar a suspensão da Rússia, além de uma desistência no tiro com arco

Anéis olímpicos usados em Londres são colocados em Madureira, no Rio de Janeiro
Felipe Dana/AP
Anéis olímpicos usados em Londres são colocados em Madureira, no Rio de Janeiro

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) divulgou, nesta quinta-feira (25), a inclusão de mais seis atletas na delegação que representará o país nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Os nomes foram convocados depois da realocação de vagas promovida pelo Comitê Paralímpico Internacional após a suspensão da delegação da Rússia e uma desistência ocorrida na modalidade de tiro com arco.

Confira 11 curiosidades sobre os Jogos Paralímpicos

Mariana D’Andrea (halterofilismo), Ronystony Cordeiro, Adriano de Lima, Alan Augusto Santos (natação), Vanderson Chaves (esgrima) e Patrícia Layolle (tiro com arco) são os novos integrantes. Assim, a delegação brasileira agora será composta por 285 atletas (185 homens e 100 mulheres) – recorde absoluto nas participações do Brasil em Jogos Paralímpicos.

Com os 23 acompanhantes e 195 oficiais, a equipe verde e amarela será composta por 503 pessoas.

O Brasil almeja chegar ao quinto lugar no quadro geral de medalhas na Rio 2016. A melhor participação brasileira até o momento ocorreu em Londres 2012, quando a delegação nacional conquistou o sétimo lugar, com 21 medalhas de ouro, 14 de prata e oito de bronze.

Com fim da Olimpíada, cresce a procura por ingressos da Paralimpíada

Os Jogos Paralímpicos do Rio acontecem de 07 a 18 de setembro.