Tamanho do texto

Doda Miranda, Pedro Veniss e Eduardo Menezes competem no hipismo em Deodoro com boas chances de medalhas

A equipe brasileira de hipismo de salto, Doda Miranda, Pedro Veniss e Eduardo Menezes, realizou um feito que não acontecia há duas Olimpíadas: ir para as finais individuais com três cavaleiros. Esse número é o máximo que um país que ter nas finais individuais da prova.

Doda Miranda é um dos cavaleiros do Brasil nas Olimpíadas
Rio 2016/REPRODUÇÃO
Doda Miranda é um dos cavaleiros do Brasil nas Olimpíadas

As competições que determinarão os vencedores individuais do hipismo de salto acontecem nesta quinta-feira, em Deodoro, no Rio de Janeiro.

O cavaleiro mais experiente do grupo é Doda Miranda. Com 43 anos de idade, duas medalhas olímpicas e cinco Olimpíadas, ele está mais confiante do que nunca. Para ele, o apoio da torcida é o diferencial positivo: "Não estou acostumado a ter grande torcida, porque a maioria das disputas é na Europa. Essa vibração tem sido muito importante para a equipe brasileira. É uma honra poder representar meu país aqui dentro", conta o atleta.  

Outro aspecto importante é que Doda, Pedro e Eduardo chegam a final no Top 20, indicador de regularidade de excelente desempenho.