Tamanho do texto

Suspensão de Luciano dos Santos Pereira é válida a partir do dia 3 de junho de 2016 e terminará apenas em 2 de junho de 2020

Estadão Conteúdo

Mais um brasileiro foi flagrado em um exame antidoping. Desta vez, o caso se refere a Luciano dos Santos Pereira, atleta que estaria na Paralimpíada. Nesta segunda-feira, ele foi suspenso por quatro anos e afastado dos Jogos Paralímpicos, que ocorrerão no Rio de Janeiro em setembro.

Luciano dos Santos Pereira está fora das Paralimpíadas
COB/Divulgação
Luciano dos Santos Pereira está fora das Paralimpíadas

Os exames foram realizados em 18 de maio, depois de ele participar de competição no Rio. Duas substâncias proibidas foram encontradas em sua urina, estanozolol e oxandrolona, que fazem parte da relação de banidas pela Agência Mundial Antidoping.

Sua suspensão é válida a partir do dia 3 de junho de 2016 e terminará apenas em 2 de junho de 2020. Todos os resultados do paratleta em competições desde junho serão cancelados, assim como eventuais prêmios ou medalhas.

Na Paralimpíada de Londres, em 2012, Luciano dos Santos Pereira participou das competições do salto triplo, lançamento de disco e arremesso de peso.

Ele, porém, não é o primeiro atleta do País envolvido no Rio 2016 a testar positivo. Kleber Ramos, do ciclismo de estrada, foi o primeiro caso de doping de um brasileiro que participou dos Jogos Olímpicos do Rio. Ele foi pego em um teste realizado pela Agência Mundial Antidoping no dia 31 de julho. Ramos competiu na Olimpíada, mas não terminou sua prova.