Tamanho do texto

Um dia antes da estreia das provas da ginástica na Olimpíada, o ginasta conversou com o técnico de vôlei por 20 minutos

O técnico Bernardinho
Divulgação/FIVB
O técnico Bernardinho

Estadão Conteúdo

Com dificuldades para classificar seu próprio time à próxima fase dos Jogos do Rio, o técnico Bernardinho, do vôlei masculino, deu uma "pequeníssima contribuição" para a trajetória de Diego Hypólito nesta Olimpíada. Os dois se encontraram na véspera da estreia do ginasta na competição, no dia 5 de agosto. A conversa de 20 minutos foi uma troca de "palavras de confiança", segundo o treinador. A reverência de Diego aos conselhos de Bernardinho, após a estreia vitoriosa da equipe brasileira de ginástica, fez balançar o técnico, conhecido pelas explosões em quadra e pela seriedade nos treinos.

Rio 2016: Acompanhe os Jogos Olímpicos em tempo real

"São essas coisas que ficam na história da gente", disse Bernardinho no domingo retrasado. "Os olhos das pessoas não enganam. É bacana ver o brilho no olhar e ver a sincera entrega deles naquele momento e querendo realmente ouvir alguma coisa de mim. Fiquei feliz de poder de alguma forma dar uma pequeníssima contribuição no sentido de dizer uma palavra de confiança, dividir algumas coisas", completou o comandante.

Bernardinho disse ter levado "algumas frases anotadas" para uma "troca de ideias" com o atleta e toda a equipe masculina de ginástica, a pedido da delegação. O objetivo seria "dividir palavras de confiança" para aliviar a tensão do atleta, "pelas experiências do passado em função das cobranças". "Foi um papo particularmente enriquecedor para mim", disse o técnico.

Fique por dentro:  Quadro de medalhas do Rio 2016

O treinador lembrou que na Olimpíada de Londres, em 2012, conversara com o ginasta Arthur Zanetti, medalha de ouro nas argolas naquela competição. "Acho que dei sorte e, por superstição, vieram conversar comigo. São essas coisas que ficam na história da gente, esses pequenos momentos que significam muita coisa para eles e certamente para mim", completou. Bernardinho ainda ironizou a posição de 'conselheiro'. "Só espero que santo de casa faça milagre e consiga fazer alguma coisa aqui", disse.

Diego Hypolito, o britânico Max Whitlock e Arthur Nory, medalhistas do solo
Divulgação Rio 2016
Diego Hypolito, o britânico Max Whitlock e Arthur Nory, medalhistas do solo

Sobre a conversa com Hypólito, Bernardinho acrescentou: "Estou há muito tempo nisso aqui. Vieram conversar com um velho olímpico, tentar de alguma forma tirar um pouco da tensão que existia".