Tamanho do texto

Brasileiras estrearam bem, mas não conseguiram passar por adversárias russas na segunda fase da competição

Estadão Conteúdo

O Brasil até começou bem a sua participação na disputa individual e feminina do florete nos Jogos Olímpicos do Rio. Nesta quarta-feira, Tais Rochel e Ana Beatriz Bulcão triunfaram na estreia e avançaram para a segunda fase do evento que está sendo realizado na Arena Carioca 3. Porém, não conseguiram passar na segunda fase do torneio.

Confira o tempo real dos Jogos do Rio 2016

Brasil competindo na esgrima
Reprodução/Twitter
Brasil competindo na esgrima

Número 80 do mundo, Tais Rochel estreou na Olimpíada com uma fácil vitória por 15 a 0 sobre Lubna Al-Omair, da Arábia Saudita, em jogo definido ainda no primeiro período. Porém, na segunda fase, acabou derrotada  a russa Aida Shanayeva, campeã mundial em 2009 e vice em 2015.

O jogo de Ana Beatriz Bulcão, a número 105 do mundo, foi bem mais complicado, mas ela superou a romena Malina Calugareanu por 15 a 12. O duelo foi equilibrado, mas a europeia quase sempre esteve à frente no placar, tanto que fechou os dois primeiros períodos em vantagem, de 3 a 2 e 8 a 7.

Leia:  Confira agenda do Brasil nesta quarta-feira de Olimpíadas

A romena, inclusive, abriu 12 a 9, mas a brasileira pontuou seis vezes seguidas para garantir o seu triunfo e a passagem para a segunda fase da Olimpíada. Na segunda luta, ela enfrentou  a russa Inna Deriglazova, campeã mundial em 2015 e medalhista de bronze em 2013. Favorita, Deriglazova não deu muitas chances para a brasileira e passou para a próxima fase.

Além de Tais Rochel e Ana Beatriz Bulcão, a esgrima brasileira é representada nesta quarta-feira na Olimpíada por Renzo Agresta. Ele vai estrear na disputa do sabre diante do georgiano Sandro Bazadze.

Brasileiro perde na estreia

Grande esperança da esgrima brasileira na Olimpíada, Renzo Agresta decepcionou nesta quarta-feira e caiu logo na estreia do sabre. Número 22 do mundo, o atleta da casa até contou com o apoio da torcida no Rio, mas foi atropelado pelo georgiano Sandro Bazadze por 15 a 3 na Arena Carioca 3.

Renzo era a principal aposta do País na esgrima. Vindo de resultados expressivos, como títulos sul-americanos e pan-americanos, além da conquista nos Jogos Mundiais Militares da Geórgia, em 2015, o brasileiro ainda contava com a experiência de disputar sua quarta Olimpíada.

Mas talvez pela pressão por um bom resultado, não fez frente a Bazadze nesta quarta. Após o primeiro período, a vantagem georgiana já era imensa: 8 a 2. A ampla superioridade do número 19 do ranking seguiu no segundo período, ampliando a diferença para 15 a 3 e impedindo inclusive que o combate se estendesse.

Com a vitória, Bazadze se classificou para as oitavas de final do sabre, na qual terá tarefa duríssima pela frente. O georgiano enfrentará o número 2 do ranking, o sul-coreano Junghwan Kim.

A derrota fez Renzo se despedir da Olimpíada e encerrou a participação brasileira neste quinto dia de esgrima dos Jogos Olímpicos.

*Com Estadão Conteúdo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.