Tamanho do texto

Charlotte Dujardin e seu cavalo Valegro buscam o bicampeonato olímpico após quebra de tabu em Londres 2012

Charlotte Dujardi foi campeã em Londres 2012
Reprodução
Charlotte Dujardi foi campeã em Londres 2012

Nos últimos Jogos Olímpicos, disputados em Londres, em 2012, os cavaleiros de Adestramento da Grã-Bretanha conquistaram o ouro por equipe em casa, para delírio do público no Greenwich Park. Um dia depois de ver o time de salto subir ao pódio pela primeira vez em 60 anos, foi a vez de Carl Hester, Laura Bechtolsheimer e Charlotte Dujardin empolgarem os britânicos ao comemorarem as primeiras medalhas de Adestramento para a nação olímpica na história dos Jogos. E de ouro.

Charlotte Dujardin acrescentou à vitória a conquista do título individual naquela Olimpíada e, quatro anos depois, a pergunta é se ela e seu cavalo Valegro vão alcançar a marca novamente. 

Confira mais sobre hipismo nos Jogos Olímpicos

Eles chegaram ao esporte já na crista da onda da emoção criada pela parceria holandesa de Edward Gal e seu fabuloso garanhão, Totilas. Esse par levou os torcedores ao delírio em uma noite de agosto em 2009 no Castelo de Windsor, na Grã-Bretanha, quando venceram o título de Freestyle europeu. Desde então, as coisas mudaram.

O esporte, antes relativamente tranquilo, percebeu o valor da graça da modalidade, e Dujardin e Valegro ergueram a bandeira bem alto com uma multidão de fãs apaixonados acompanhando cada um de seus passos.

Recordes mundiais

O par agora detém os três recordes mundiais no Grand Prix, Grand Prix Especial e Freestyle. Eles levaram o ouro duplo no Alltech FEI World Equestrian Games 2014, na Normandia (França) e ouro no Grand Prix Especial e Freestyle no Campeonato de Adestramento Europeu da FEI, em Aachen (Alemanha) em 2015. Também foram campeões no Reem Acra FEI World Cup™ Dressage em 2014 e 2015.

No entanto, sua margem de vitória no Freestyle em Aachen, na Alemanha, no verão passado foi bem apertada, com apenas 0.25% de diferença em relação ao conjunto alemão Kristina Bröring-Sprehe e Desperados FRH, que devem dar trabalho a seus principais rivais no Rio de Janeiro.

O time alemão teve que ficar com o bronze no Campeonato Europeu um ano atrás, quando os britânicos levaram a prata e os holandeses Diederik van Silfhout, Patrick van der Meer, Edward Gal e Hans Peter Minderhoud, o ouro. Mas os alemães parecem bem fortes para a Rio 2016, onde Bröring-Sprehe está acompanhado de Sönke Rothenberger, Dorothee Schneider e a inimitável Isabell Werth.

Werth é uma lenda com oito medalhas olímpicas conquistadas, desde os Jogos de Barcelona de 1992, quando ela ganhou o ouro por equipe e prata no individual com Gigolo. Werth encontrou outra parceria mágica em sua égua de 11 anos de idade Weihegold, e existe uma nova energia em torno da atleta de 47 anos, na medida em que caminha rumo a sua quinta Olimpíada.

O que é Adestramento no hipismo?

 Adestramento é treinar o cavalo a um alto nível destacando seu atletismo e a beleza de seus movimentos. Em busca do melhor, cavalo e cavaleiro trabalham em perfeita harmonia e juntos parecem “dançar”.

As medalhas por equipe serão definidas após o Grand Prix Especial, no dia 12 de agosto, quando acontece também a segunda classificação individual, na qual os 18 melhores vão competir no Freestyle final dois dias depois. O Freestyle to Music é uma competição feita individualmente. Somente três atletas de cada nação podem competir no Freestyle.

Um time é composto por três ou quatro conjuntos (cavalo-cavaleiro), com os melhores três resultados do Grand Prix e o Grand Prix Especial que contam para a classificação final da equipe.

 Um sorteio computadorizado para definir a ordem inicial no Grand Prix é realizado após a inspeção de cavalos no dia 8 de agosto. Atletas individuais serão sorteados primeiramente, na ordem inversa da lista do Ranking de Adestramento Mundial, em dois grupos, com os atletas com maior pontuação sorteados no segundo dia. Equipes serão sorteadas em grupos de cinco.

Números

25 nações
11 equipes
13 países representados por um atleta cada
60 cavaleiros ao total
Os britânicos são campeões por equipe e no individual

A parceria britânica Charlotte Dujardin e Valegro ganharam tanto por equipe quanto no individual nos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Eles bateram o recorde no Grand Prix, Grand Prix Especial e Freestyle. Levaram dois ouros no Alltech FEI World Equestrian Games 2014 na Normandia (França) e ouro no individual no Campeonato de Adestramento Europeu da FEI, em Aachen (Alemanha), em 2015. Também foram coroados campeões na Reem Acra Copa Mundial de Adestramento da FEI em 2014 e 2015.

A alemã Isabell Werth é mais um fenômeno do esporte e parece estar pronta para bater um novo recorde na Rio 2016. Ela já detém oito medalhas desde os Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992, quando levou o ouro por equipe e a prata no individual. Se ganhar a o ouro no Brasil, vai alcançar a nona medalha olímpica, já conquistada pela holandesa Anky van Grunsven (Países Baixos) durante sua carreira espetacular.

Anky van Grunsven também detém o recorde por levar três títulos olímpicos seguidos – em 2000 em Sydney (Austrália), em 2004 em Atenas (Grécia) e em 2008 em Hong Kong (China). Na história do Adestramento Olímpico, a Alemanha dominou o quadro de medalhas, levando 12 por time e sete no individual. Haverá três competições separadas - Grand Prix, Grand Prix Especial e Freestyle to Music.