Tamanho do texto

Para brigar por, pelo menos, o bronze, Brasil precisa ser perfeito nos próximos dois dias de competição

A equipe brasileira que disputa o CCE (Conjunto Completo de Equitação) não deve mesmo lutar por medalhas nesses Jogos do Rio 2016. O Brasil encerrou o adestramento apenas na nona colocação - nos próximos dois dias, hipismo continua com disputas de cross country (segunda-feira) e dos saltos (terça-feira).

Acompanhe o tempo real do Jogos do Rio 2016

Sábado,  Marcio Appel (57,20 pontos perdidos) e Carlos Parro (47,30) competiram no adestramento. Já neste domingo competiram Ruy Fonseca, que registrou o melhor desempenho do time, e Marcio Jorge Carvalho, que perdeu 50,00 pontos.

Mark Todd compete nos Jogos do Rio
Reprodução Twitter
Mark Todd compete nos Jogos do Rio

Como o pior resultado é descartado, o Brasil tem 144,10 pontos perdidos, distante de Austrália (126,40) e é a última equipe dentro da zona de medalhas. No cross country e nos saltos, o total de pontos perdidos é menor. Para tentar ganhar, pelo menos, um bronze, o Brasil teria de ter um desempenho perfeito nos próximos dois dias

No individual, Ruy Fonseca está empatado em 26º, enquanto Carlos Parro aparece em 33º. Mark Todd, bicampeão olímpico com a Nova Zelândia e técnico do Brasil, também está competindo. Ele, inclusive, está melhor que os pupilos, em 17º lugar.