Tamanho do texto

Durante exibição aos juízes, ginastas obtiveram grande desempenho na trave e no salto, mas tiveram falhas "inesperadas" no solo

Flávia Saraiva se apresenta na trave durante treino de pódio nos Jogos do Rio
(Ricardo Bufolin/CBG)
Flávia Saraiva se apresenta na trave durante treino de pódio nos Jogos do Rio

Com esperança de ganhar uma inédita medalha olímpica, a seleção brasileira feminina de ginástica alcançou um bom desempenho no treino de pódio, nesta quinta, quando as ginastas exibiram aos juízes aquilo que vão realizar durante as competições. Os aparelhos de destaque das brasileiras foram a trave e o salto .

Leia mais: Sorteio das chaves do judô agrada treinadores brasileiros

"A trave foi fenomenal. As ginastas entraram e, uma seguida da outra, fizeram séries que valeriam acima dos 15,000 pontos. Foi realmente maravilhoso", explicou Georgette Vidor, coordenadora da seleção.

Por outro lado, no solo, um dos pontos fortes do Brasil, as meninas falharam de maneira "inesperada", na visão da chefe de equipe, que, no entanto, minimizou os erros.

"O importante é que todas sabem que precisam treinar mesmo e acertar na hora certa", frisou Georgette .

"Hoje foi um teste para acertamos as coisas. Mesmo com as falhas, sabemos que estamos no páreo", acrescentou.

Confira:  Só atletas são chance de redenção em "Jogos manchados", diz jornal 

Até hoje, o melhor resultado do Brasil na ginástica artística por equipe foi o oitavo lugar em Pequim-2008. Nos Jogos do Rio, o conjunto verde-amarelo está otimista e acredita que pode "beliscar" uma medalha.

"Estamos com uma equipe com total condições de ir à final, mas em uma competição tudo pode acontecer. Depende do nível de concentração de cada uma, de como vão absorver a torcida a favor delas para acertarem. O que posso garantir é que elas estão preparadas, estão com uma ginástica muito bonita e técnica", afirmou a treinadora.

Neste domingo, a partir das 9h45, acontecem as classificatórias femininas. Flávia Saraiva, Jade Barbosa e Rebeca Andade competem no individual geral. Daniele Hypolito irá se apresentar no solo e na trave, e Lorrane Oliveira concorre no salto e paraleas.

Jade Barbosa se apresenta no solo durante treino de pódio nos Jogos do Rio
(Ricardo Bufolin/CBG)
Jade Barbosa se apresenta no solo durante treino de pódio nos Jogos do Rio