Tamanho do texto

Com dores nas costas e no pescoço, Fabiana Murer não competiu no segundo dia da etapa de Londres da Diamond League

Fabiana Murer não saltou no segundo dia da etapa de Londres da Diamond League
FABIO MOTTA/AGÊNCIA ESTADO
Fabiana Murer não saltou no segundo dia da etapa de Londres da Diamond League

Fabiana Murer nem saltou naquele que era encarado como seu teste final para os Jogos Olímpicos do Rio. Neste sábado (23), no segundo dia da etapa de Londres da Diamond League, a brasileira alegou estar com dores nas costas e no pescoço para não participar da disputa do salto com vara.

Apesar disso, Murer garantiu que o problema não preocupa para a Olimpíada. "Não sentia muita confiança para entrar, então decidi me poupar. Dói no pescoço e reflete nas costas", disse a brasileira em entrevista ao "BandSports". "Estou bem tecnicamente, foi só um torcicolo, que não me dava confiança para competir. Foi só para me poupar para a Olimpíada", acrescentou.

Sem a presença de Murer, a disputa do salto com vara em Londres foi vencida pela grega Ekaterini Stefanidi, com 4,80 metros. O pódio foi completado pela atual campeã mundial, a cubana Yarisley Silva, que saltou 4,72m, e pela neozelandesa Eliza McCartney, com 4,62m.

As marcas alcançadas neste sábado, porém, não tiraram Murer da liderança do ranking mundial nesta temporada, com 4,87m. Stefanidi, que levou o ouro neste sábado em Londres, ocupa o segundo lugar da lista, com 1 centímetro a menos.

O Brasil também esteve presente neste sábado em Londres na disputa masculina do 4x100 metros. Bruno Lins, Vitor Hugo dos Santos, Aldemir Gomes Junior e Jorge Henrique Vides fiaram apenas em sexto lugar, com o tempo de 38s35.

O quarteto britânico formado por James Dasaolu, Adam Gemili, James Ellington e Chijindu Ujah venceu com a marca de 37s78, a melhor do mundo em 2016. O pódio foi completado por outro quarteto britânico, com 37s81, em segundo lugar, enquanto a equipe canadense marcou 38s17 para assegurar a terceira posição.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.