Tamanho do texto

Os atletas suplentes serão Anderson Ezequiel Filho e Bianca Quinalha e o técnico será Daniel Jorge

Renato Rezende, atleta do BMX
Sergio Dutti/Exemplus/COB
Renato Rezende, atleta do BMX

A Confederação Brasileira de Ciclismo confirmou nesta sexta-feira a classificação de Renato Rezende e Priscilla Carnaval para representarem o Brasil no ciclismo BMX nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O País obteve as vagas por mérito, seguindo os critérios de classificação definidos pela União Ciclística Internacional (UCI).

Leia

COI define equipe de refugiados para as Olimpíadas com dez atletas

Com falta de recursos e atrasos, federações reduzem expectativas sobre Rio 2016

Pelas definições do UCI, os quatro primeiros países do ranking olímpico masculino terão direito à três vagas. Do 5º ao 7º lugar haverá duas vagas e, do 8º ao 13º, terá apenas um representante. O Brasil ficou em 12º lugar entre 55 países, garantindo vaga única no masculino.

Priscilla Carnaval também estará no Rio-2016
Reprodução / Instagram
Priscilla Carnaval também estará no Rio-2016

No feminino, o critério era de três vagas para os primeiros três países do ranking mundial. E, do 4º ao 7º lugar, havia apenas uma vaga, caso do Brasil, que ficou entre os sete primeiros colocados no ranking feminino.

Com uma vaga assegurada em cada naipe, coube à Confederação Brasileira de Ciclismo confirmar que iria para a Olimpíada os melhores brasileiros do ranking mundial (2014-2016). Assim, Renato Rezende e Priscila Carnaval conquistaram a classificação olímpica.

Os atletas suplentes serão Anderson Ezequiel Filho e Bianca Quinalha. O técnico Daniel Jorge foi designado para orientar a dupla e o mecânico será Eduardo Oliveira.