Tamanho do texto

Com o bronze no Mundial e ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, ambos em 2015, atleta garantiu vaga nos Jogos Olímpicos

Yane Marques teve trabalho, mas confirmou favoritismo no pentatlo moderno do Pan 2015
Divulgação
Yane Marques teve trabalho, mas confirmou favoritismo no pentatlo moderno do Pan 2015

Yane Marques será a única representante do Brasil na final do Mundial de Pentatlo Moderno, na próxima sexta-feira, em Moscou (Rússia), e também a única brasileira na disputa feminina da modalidade nos Jogos Olímpicos do Rio. Priscila Oliveira e Larissa Lellys ficaram na fase de classificação em Moscou e deram adeus ao sonho olímpico.

Leia

Após encontro com COI, ministro da Saúde reitera compromisso com o Rio-2016

Vitória de americana no Mundial de Boxe garante Andreia Bandeira na Olimpíada

Para assegurarem uma segunda vaga para o Brasil no Rio-2016, Larissa e Priscila precisavam ficar entre as três primeiras do Mundial ou as oito primeiras do ranking mundial. Nesta quarta, entretanto, Larissa foi a pior do Grupo A na fase de classificação em Moscou e Priscila a terceira pior do Grupo B.

Como terminaram a competição respectivamente no 66.º e no 69.º lugares, não vão fechar a corrida olímpica entre as melhores do ranking mundial. Atualmente Larissa é 56.ª e Priscila a 73.ª.

Yane garantiu a vaga olímpica por duas vias: com o bronze no Mundial do ano passado e o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, também no ano passado. Nesta quarta, ela fez só o 23.º melhor resultado da fase de classificação, o suficiente para colocá-la na final de sexta-feira entre as 36 melhores do mundo. Em 2012, antes do bronze olímpico, ela foi sexta no Mundial.