Tamanho do texto

Com a medida, José Mariano Beltrame pretende liberar PMs para atividades de segurança pública em outros pontos da cidade

José Mariano Beltrame quer Forças Armadas nas ruas da capital fluminense
EXÉRCITO BRASILEIRO/DIVULGAÇÃO
José Mariano Beltrame quer Forças Armadas nas ruas da capital fluminense

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou na tarde desta quinta-feira que vai pedir o apoio das Forças Armadas durante a realização da Olimpíada, em agosto, para o policiamento "em determinados locais" da cidade. O anúncio foi feito após visita do ministro da Defesa, Raul Jungmann, no Centro Integrado de Comando e Controle, no centro da cidade.

Leia

Levantadora Fabíola dá à luz de parto normal e deve ir à Olimpíada

Horários do basquete na Olimpíada são divulgados e Brasil fará jogos à tarde

Com a medida, Beltrame pretende liberar PMs para atividades de segurança pública em outros pontos do Rio. O secretário afirmou que os locais onde os militares ficarão posicionados ainda serão definidos em conjunto com o comando da Polícia Militar.

Ele não adiantou se as Forças Armadas serão usadas para ocupar favelas, sobretudo as que estão localizadas nas proximidades de vias expressas, por onde passaram delegações e chefes de Estado. "Estou muito satisfeito com a presença do ministro e com a garantia de apoio que foi dada", disse.

O ministro reafirmou que as Forças Armadas estão preparadas para atuar no Rio. Jungmann tem reunião marcada para esta sexta com o governador em exercício Francisco Dornelles, ocasião em que devem tratar do assunto. No entanto, o ministro disse que Dornelles tem que submeter o pedido ao presidente em exercício, Michel Temer.

Em evento durante a manhã, Jungmann havia anunciado que a organização dos Jogos Olímpicos contará com todo o efetivo de 9 6 mil homens da Força Nacional de Segurança, conforme havia sido previsto.