Tamanho do texto

Impedido de competir no Mundial de Kazan, lenda da natação estabelece tempos que lhe dariam ouro na Rússia. Antes sob desconfiança, nadador desponta como favorito para a Rio 2016

Michael Phelps em ação no campeonato americano 2015
Ronald Martinez/Getty Images
Michael Phelps em ação no campeonato americano 2015


Nunca se deve duvidar de Michael Phelps. O astro das piscinas, mesmo fora da disputa do Mundial de Kazan, tem roubado a cena estabelecendo marcas melhores até mesmo que as dos mais recentes campeões mundiais.

Punido pela federação norte-americana após ser flagrado dirigindo alcoolizado, Phelps foi impedido de disputar a principal competição do ano da natação. Por isso, decidiu competir em casa mesmo, no Campeonato Norte-Americano, realizado quase simultaneamente na cidade de San Antonio, no Texas. E o cronômetro não mente. Se estivesse em Kazan, superaria todos os rivais.

Leia também: Michael Phelps diz que não beberá álcool até a Rio 2016

Phelps comemora conquista nos 100 m borboleta
Ronald Martinez/Getty Images
Phelps comemora conquista nos 100 m borboleta

Nos 100 m borboleta, por exemplo, venceu com o tempo de 50s45, enquanto no Mundial o sul-africano Chad le Clos levou o ouro com a marca de 50s56. Já na prova de 200 m do mesmo estilo, o norte-americano registrou 1min52s94, e o húngaro Laszlo Cseh se sagrou campeão mundial com uma marca mais de meio segundo inferior, 1min53s48.

Nos 200 m medley, Phelps venceria com folga ainda maior. Nos Estados Unidos, ele nadou a distância em 1min54s75, enquanto seu compatriota Ryan Lochte subiu no degrau mais alto do pódio no Mundial com tempo um segundo inferior, 1min55s81.

Veja mais: Fiasco em reality show, Lochte vira protagonista sem a sombra de Phelps

"Eu estou muito feliz onde estou agora. Esta é uma ótima base, um lugar onde eu nunca realmente estive há muito tempo rumo a uma Olimpíada. Eu definitivamente não estava assim rumo a 2012, então provavelmente desde 2007 que eu não estava assim", avaliou o norte-americano.

Enquanto as competições em Kazan terminaram no último domingo, Phelps ainda cai na piscina nesta segunda-feira para o último dia de competições na piscina texana. Ele disputa os 200 m peito, prova vencida em Kazan pelo alemão Marco Koch em 2min07s76.

Dono de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 ouro, Michael Phelps, de 30 anos, é o atleta que mais vezes subiu ao pódio em Olimpíadas. Competiu nos Jogos de Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012, quando então anunciou aposentadoria. Dois anos depois decidiu voltar às piscinas, focado em mais uma participação olímpica, no Rio 2016.

Confira imagens do Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.