Tamanho do texto

Nadador disse que fará 'sacrifício' após polêmicas. Em setembro passado chegou a ser preso por dirigir sob influência do álcool, por isso não está disputando o Mundial de Kazan

O maior campeão olímpico de todos os tempos, o nadador Michael Phelps, afirmou nesta quarta-feira (05) que não irá mais consumir nenhum tipo de bebida alcoólica até os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Michael Phelps, maior campeão olímpico de todos os tempos
Getty Images
Michael Phelps, maior campeão olímpico de todos os tempos

O norte-americano se envolveu, recentemente, em diversas polêmicas por causa da bebida - chegando a ser preso em setembro do ano passado por dirigir sob influência de álcool. Por causa disso, ele foi excluído da seleção de seu país no Campeonato Mundial de Natação, que está sendo realizado em Kazan, na Rússia, e teve que frequentar um curso de 45 dias no "Alcoólicos Anônimos".

"Obviamente, eu preferia estar no Mundial do que aqui, mas isso não foi possível e agora estou pronto para esse campeonato. Mesmo antes de ir para o tribunal, disse a mim mesmo que não iria beber uma gota de álcool sequer até os Jogos do Rio", disse o atleta.

O detentor de 22 medalhas olímpicas ainda afirmou que precisa "ser honesto comigo mesmo" e lembrou que nas preparações para as Olimpíadas de 2008 e 2012 não consumiu nenhum tipo de bebida.

Após os Jogos de Londres, Phelps tinha anunciado a aposentadoria, mas decidiu voltar às piscinas no ano passado.

"Se decidi voltar, preciso fazer da maneira correta e de um modo que meu corpo esteja na melhor forma. Eu posso fazer isso? Digamos que, simplesmente, eu vou cedo para cama e acordo cedo me sentindo bem, sem ter a cabeça confusa como se tivesse batido num muro", destacou.

O nadador foi sincero com os jornalistas e falou sobre seu novo "sacrifício". "Tenho vontade, às vezes, de sentar e beber uma cerveja? Claro que sim. Mas, só tenho mais um ano de carreira e devo fazer absolutamente todos os sacrifícios. E agora eu estou feliz comigo mesmo", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.