Tamanho do texto

Melhor tenista do mundo, sérvio vence o suíço em dois sets, depois de ter perdido na fase de grupos. Foi o 11º título no ano

Soberano, Djokovic levanta a 11ª taça na temporada 2015
Julian Finney/Getty Images
Soberano, Djokovic levanta a 11ª taça na temporada 2015


Melhor tenista do mundo na atualidade, o sérvio Novak Djokovic se tornou neste domingo o primeiro a ser campeão do ATP Finals por quatro temporadas consecutivas ao vencer o suíço Roger Federer por 2 sets a 0 na decisão na O2 Arena, em Londres, com parciais de 6-3 e 6-4.

Derrotado por Federer na fase de grupos do Finals, 'Djoko' obteve a revanche em 1h20min e igualou o retrospecto com 22 vitórias para cada lado. Na semifinal, ele já havia feito o mesmo no histórico do confronto com o espanhol Rafael Nadal (23 a 23).

Leia também
"SporTV" ignora jogo de Marcelo Melo, e presidente da CBT detona

Campeão nos últimos quatro anos e também em 2008, o sérvio igualou o tcheco naturalizado americano Ivan Lendl e agora tem menos títulos apenas que o próprio Federer, dono de seis troféus do torneio que encerra a temporada.

'Nole' fecha 2015 com números incríveis. Foram 11 títulos, incluindo seis de Masters 1.000 de três de Grand Slams, além de 82 vitórias em 88 partidas. Federer foi o último a derrotá-lo, mas desta vez não conseguiu fazer frente ao melhor do mundo e, com isso ficou em terceiro lugar do ranking de entradas, atrás também do britânico Andy Murray.

Nos três primeiros games do jogo, os devolvedores tiveram break points, mas foi o sérvio quem aproveitou, no terceiro. Firme no saque, Djokovic manteve a vantagem e ainda obteve uma nova quebra para fechar o primeiro set em 6-3.

A segunda parcial seguiu saque a saque até o sétimo game, quando Federer encarou um 0-40. O dono de 17 títulos de Grand Slam conseguiu se salvar, mas no serviço seguinte não salvou o break point a favor do adversário e perdeu por 6-4

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.