Tamanho do texto

Em boa fase, o brasileiro local da praia de Juquehy vem mostrando bons resultados e fez a terceira final em três finais de semana consecutivos

Marco Giorgi e Thiago Camarão no pódio do QS 3000 Pro Santa Cruz, em Portugal
WSL/ Poullenot
Marco Giorgi e Thiago Camarão no pódio do QS 3000 Pro Santa Cruz, em Portugal

Neste último domingo (30), uma final sul-americana fechou o QS 3000 Pro Santa Cruz, na praia da Física, em Portugal. O uruguaio Marco Giorgi levou a melhor e festejou sua primeira vitória no circuito mundial de surfe, derrotando Thiago Camarão na terceira decisão de título do brasileiro em três domingos consecutivos.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

O local da praia de Juquehy, no litoral norte de São Paulo, quase conseguiu a terceira vitória no placar encerrado em 12.67 a 12.27 pontos a favor do uruguaio. Com três mil pontos, Giorgi saltou de 256 para 23 no ranking da divisão de acesso à elite do surfe , enquanto Camarão subiu da 112ª colocação para a 21ª.

"É a minha primeira vitória no Circuito Mundial e estou muito emocionado, é muito louco tudo isso que estou sentindo", disse Marco Giorgi, que está competindo sem um patrocinador principal esse ano. "É um trabalho muito duro, os campeonatos são longos e você tem que manter o foco sempre para ir passando as baterias. Hoje foi o meu dia e estou muito feliz, nem posso acreditar. Este resultado me permitirá participar dos QS 10000 a partir de agora, mas não foi fácil conseguir isso começando a temporada do zero no início do ano".

LEIA TAMBÉM: Surfista escocês é resgatado após 32 horas desaparecido em alto mar

O uruguaio e Thiago Camarão são muito amigos e nasceram no mesmo ano de 1988. Giorgi ainda completou seu 29º aniversário durante a semana em Portugal e não poderia ter recebido melhor presente do que a vitória no Pro Santa Cruz. Apesar de representar o Uruguai, é em Garopaba, Santa Catarina, que o surfista reside.

Foco 

Thiago Camarão agora ocupa a 21ª posição do ranking do QS, a divisão de acesso à elite do surfe
WSL/ Poullenot
Thiago Camarão agora ocupa a 21ª posição do ranking do QS, a divisão de acesso à elite do surfe

"Eu e o Marco (Giorgi) crescemos juntos e foi super legal fazer essa final com ele aqui, então fiquei feliz por ele também", disse Thiago Camarão. "Eu fiz o melhor que pude nas ondas que vieram para mim e não foi suficiente dessa vez. Mas, estou feliz com o meu surfe e com tudo que está acontecendo na minha vida agora. Eu vou continuar feliz, sorrindo, ficar saudável e treinar bastante para pensar mais seriamente sobre a qualificação (para o CT) novamente".

LEIA TAMBÉM: Thiago Camarão vence QS 1500 em Mar del Plata

Camarão viveu a falta de um patrocinador principal no ano passado e chegou a ficar em 113º lugar no ranking da divisão de acesso à elite do surfe mundial. Em 2017, estreou o novo patrocínio vencendo o QS 1500 Rip Curls Pro Argentina em Mar del Plata, largando na frente na corrida do título sul-americano. Uma semana depois, outra vitória na abertura do Circuito Paulista valendo pontos pelo título brasileiro. Em Portugal, com a segunda colocação, subiu para a 21ª posição do ranking com aproveitamento de 83,3% dos pontos disputados em QS, faltando ainda três resultados para completar os cinco computados.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.