Tamanho do texto

O taitiano Michel Bourez levou a melhor no último evento do ano

Michel Bourez, Pipe Masters 2016
WSL / Poullenot
Michel Bourez, Pipe Masters 2016

Michel Bourez foi o grande campeão da última etapa do ano, o Pipe Masters em memória a Andy Irons. O taitiano recebeu o título após vencer o americano Kanoa Igarashi na bateria final por 7.53 a 6.17. Com pouquíssimas ondas de no máximo 1,5 metro, Pipeline deixou a desejar no último evento do ano.

Surfe: saiba tudo sobre o esporte e estilo de vida

"John Florence é inacreditável", disse Bourez. "Eu já perdi a Tríplice Coroa duas vezes por causa dele então desta vez foi o troco. Eu sabia que teria de aumentar meu nível ainda mais para vencer John John, então foi o que eu fiz. Nós tivemos um ótimo dia hoje, Backdoor estava bombando e eu estou animado. Pipe é o maior evento para um surfista ganhar e eu ganhei!"

Em boa campanha no campeonato e direito a final, Kanoa Igarashi entrou na zona de classificação do WT e garantiu sua vaga na elite mundial do surfe no ano que vem. Com apenas 19 anos, o surfista mais novo do CT já tinha reservado um espaço no tour de 2017, já que ocupa o quinto lugar no ranking da divisão de acesso. Assim, sua vaga do Qualifying Series foi automaticamente transferida para o havaiano Ezekiel Lau, que ocupava o 11º lugar do QS.

"Esse é um sonho realizado", disse Igarashi. "Estar numa final com Michel Bourez foi realmente muito legal. É algo que eu nunca vou me esquecer. O único momento que realmente se destaca para mim é a semifinal com Kelly Slater. Uma grande série surgiu de repente e eu sabia que era minha última chance. Perto do fim, essa onda doida apareceu do nada. Eu ri porque não estava acreditando. Estou muito orgulhoso de mim e mal posso esperar para o ano que vem."

Após perder do novato, o grande Kelly Slater torceu para seu conterrâneo. "É o dia do Kanoa, espero que ele ganhe", disse o experiente surfista de 44 anos. "É a primeira vez dele no Pipe Masters e ele está na final. Isso é muito bom. Ele ajudou John John na Triple Crown e colocou Zake Lau no tour". Slater ainda destacou que deu o seu melhor mas as boas ondas apareceram para Kanoa.

Já o único tubo perfeito que mereceu nota 10 dos juízes foi surfado por Filipe Toledo e não foi suficiente para vencer o campeão Michel Bourez na segunda rodada classificatória para as quartas de final.

Confira os convidados para o Eddie Aikau 2016/2017

TRIPLE CROWN

John John Florence, Triple Crown 2016
WSL / Poullenot
John John Florence, Triple Crown 2016

John John Florence, eliminado por Bourez nas quartas, ficou em quinto lugar em Pipe. Somado a 17ª colocação em Sunset e o lugar mais alto do pódio em Haleiwa, o local foi vencedor da Tríplice Coroa Havaiana.

"Foi o melhor ano da minha vida e eu agradeço a todos que me apoiaram", disse o surfista três vezes campeão da Triple Crown. John John Florence recebeu o troféu anteriormente em 2011 e 2013. "Eu tive um ano maravilhoso e foi um pouco lamentável que naquela bateria eu fiz alguns erros. As ondas estão bem divertidas agora e eu estou empolgado por estar em casa e terminar o ano. Foi um ano longo. Agora eu posso surfar sem pressão e descansar um pouco."

Leia mais: Surfista australiano conta como escapou de ataque de tubarão com socos

A Tríplice Coroa é a segunda premiação mais importante do surfe, ficando atrás somente do campeonato mundial. O vencedor da Triple Crown é o surfista com o melhor desempenho dos três eventos na ilha havaiana de Oahu: Haleiwa, Sunset e Pipe. 

    Leia tudo sobre: surfe