Tamanho do texto

Considerado um dos melhores da história, Lomu morreu nesta quarta-feira, na Nova Zelândia, devido a complicações renais

Jonah Lomu faz o haka: uma lenda do rúgbi se foi
Getty Images
Jonah Lomu faz o haka: uma lenda do rúgbi se foi


O lendário jogador de rúgbi da seleção neozelandesa, Jonah Lomu, considerado um dos melhores jogadores da história do esporte, morreu nesta quarta-feira na Nova Zelândia aos 40 anos.

Lomu, que vestiu a camisa dos "All Blacks" em 63 ocasiões entre 1994 e 2002, passou a sofrer com problemas renais quando ainda estava na ativa e teve que passar por um transplante de rim em 2004.

Leia também: Que tal um jogo de rúgbi no Pacaembu?

O médico da seleção neozelandesa, John Mayhew, confirmou a morte do ex-jogador em sua casa em Auckland, onde tinha acabado de chegar após passar várias semanas no Reino Unido para acompanhar a disputa da Copa do Mundo de Rúgbi, além de alguns dias de férias em Dubai.

"Foi totalmente inesperado. Jonah e sua família chegaram ontem à noite e ele morreu repentinamente na manhã de hoje", disse Mayhew, segundo a emissora de televisão "TVNZ".

O médico não indicou nenhuma causa possível para a morte do ex-jogador, que durante os últimos dez anos teve que se submeter a tratamentos de diálises.

Lomu brilhou no Mundial de 1995, poucos meses após estrear pelos "All Blacks", quando tinha apenas 19 anos, e se tornou o jogador mais jovem a fazê-lo em 90 anos. Sua atuação contribuiu para popularizar o rúgbi em nível internacional.

Morte de Lomu causa comoção na Nova Zelândia. Várias homenagens são planejadas
Getty Images
Morte de Lomu causa comoção na Nova Zelândia. Várias homenagens são planejadas


Naquele campeonato, que a Nova Zelândia perdeu a final para a anfitriã África do Sul, Lomu anotou sete tries, incluído um contra a Inglaterra que foi escolhido como o melhor na história das Copas do Mundo.

No total, Lomu marcou 15 tries nos Mundiais de rúgbi, o melhor registro da história até que foi igualado na edição deste ano pelo sul-africano Bryan Habana.

Lomu faz o haka no Covent Garden, em Londres, antes da Copa deste ano:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.