Mais Esportes

enhanced by Google
 

Sorrindo, Cielo deixa julgamento. Resultado será divulgado nesta quinta

Após audiência de quase seis horas, CAS irá anunciar veredicto às 7h. Nadador testou positivo para furosemida em exame antidoping

iG São Paulo | 20/07/2011 08:02 - Atualizada às 12:59

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: AFP

Cesar Cielo e seus companheiros chegaram sorridentes ao julgamento da CAS

Após quase seis horas de julgamento, Cesar Cielo deixou a Universidade de Ciências Políticas e Direito de Xangai da mesma forma que entrou: sorridente e confiante. O atleta foi ouvido nesta quarta-feira pela CAS (Corte Arbitral do Esporte) para se defender no caso de doping pelo uso da substância furosemida. O Tribunal anunciou que tornará o resultado público às 7h desta quinta-feira.

SAIBA MAIS: Entenda o caso, saiba como funciona a CAS e as possíveis consequências

Mais cedo, às 3h (de Brasília), Cielo havia chegado ao local da audiência, especialmente realizada em Xangai por causa da preparação dele para o Mundial, tranquilo. Sem falar com a imprensa, o nadador sorria e chegou a brincar com Nicholas Santos, também julgado no caso – Henrique Barbosa e Vinícius Waked são os outros réus.

O Painel da CAS foi presidido pelo australiano Alan Sullivan. Ele contou com as arbitragens do suíço Olivier Carrard e o norte-americano Jeffrey Benz. Presidente da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), Coaracy Nunes também esteve presente no julgamento, assim como Sandra Soldan, médica da entidade, e Ricardo de Moura, superintendente técnico de natação.

Os atletas foram flagrados em exame antidoping realizado Troféu Maria Lenk, em maio. Todos alegam contaminação cruzada de um suplemento alimentar e foram defendidos por Howard Jacobs, advogado famoso por ter trabalhado em grandes casos de doping no esporte.

SAIBA MAIS: Advogado de Cielo acumula mais derrotas do que vitórias em casos célebres

Advertidos pela CBDA, Cielo e seus companheiros tiveram a pena contestada pela Fina (Federação Internacional de Natação), que apelou à CAS por uma punição maior. Se suspenso por até cinco meses, o atual campeão olímpico ficará de fora do Mundial de Xangai, cujas provas de natação começam no próximo domingo. Se a sanção for maior, ele perderá também o direito de ir às Olimpíadas de Londres.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo