Mais Esportes

enhanced by Google
 

Rival de Cesar Cielo pede pena severa do brasileiro por doping

Brent Hayden chamou atenção para o fato de outros três atletas terem sido flagrados ao mesmo tempo

Gazeta | 05/07/2011 20:14

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Após o francês Alain Bernard chamar a atenção para a pena branda de Cesar Cielo, foi a vez de outro rival do brasileiro disparar críticas. O canadense Brent Hayden ironizou os argumentos do campeão olímpico dos 50m rasos e fez coro por uma punição maior.

Cielo, apenas advertido pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), afirmou que a substância furosemida (diurética) entrou no seu corpo por acidente e que o episódio foi um "fato isolado".

Mas, para Hayden, vencedor da Copa Quebec na prova dos 50m na última segunda-feira, a coincidência de outros três atletas terem sido flagrados ao mesmo tempo é intrigante.

"Gostaria de poder dizer que este é um esporte totalmente limpo e que todos são honestos, mas infelizmente não vivemos em um mundo de grande integridade. Cielo disse que foi um incidente isolado, mas porque a substância foi encontrada no organismo de três outros atletas? Esta é a pergunta da qual quero a resposta", ressalvou à agência de seu país, La Presse.

Além de Cielo, Nicholas Santos e Vinícius Waked, integrantes do PRO 16, projeto idealizado por Cielo, e Henrique Barbosa, companheiro dele no Flamengo, atestaram positivo para a mesma substância em exames realizados durante o Troféu Maria Lenk, em maio.

Hayden foi ainda mais longe e resgatou o caso do venezuelano Albert Subirats, que foi suspenso por um ano por ter se ausentado em três exames antidopings. "Se a suspensão dele não for maior que a de Albert, algo não está funcionando corretamente", polemizou.

O quarteto nacional recebeu uma advertência da CBDA e perdeu os prêmios obtidos no Brasileiro. Agora, o caso será repassado a entidade superiores como a WADA (Agência Mundial Antidoping) e a Fina (Federação Internacional de Natação), que darão um novo veredito.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo