Mais Esportes

enhanced by Google
 

“Quem não deve não teme”, afirma Cesar Cielo

Nadador fez declaração repetindo nota oficial e citou provérbios para atestar inocência

Pedro Taveira, iG São Paulo | 01/07/2011 20:19 - Atualizada em 02/07/2011 12:19

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

De terno, gravata e óculos. Expressão séria. Foi assim que o nadador Cesar Cielo falou, na noite desta sexta-feira, pela primeira vez sobre o exame antidoping que acusou a presença da substância proibida furosemida em seu organismo e nos de três outros atletas – Nicholas Santos, Henrique Barbosa e Vinicius Waked - durante o Troféu Maria Lenk, em maio.

Mas quem esperava esclarecimentos sobre a situação teve de se contentar com a leitura do mesmo comunicado divulgado mais cedo, no início da tarde desta sexta-feira. A diferença é que, desta vez, o campeão olímpico fez uso de provérbios populares para defender sua inocência. “Aprendi três coisas com esse episódio: que quem não deve, não teme. Que a verdade sempre aparece, e a verdade está do nosso lado. E que o que não me derruba me fortalece”, afirmou.

Cesar Cielo não respondeu a qualquer pergunta dos jornalistas, limitando-se à declaração. Na chegada e na saída do local, o nadador foi acompanhado por seguranças, pelos pais e por Albertinho, seu técnico desde os tempos de Pinheiros. Antes de encerrar seu discurso, agradeceu o apoio dos fãs e pediu pelo triplo de torcida para a disputa do Mundial de Esportes Aquáticos, em Xangai. O embarque para a aclimatação, em Macau, acontece no dia 8 de julho.

“Vou continuar dando o meu máximo pelo Flamengo e pela seleção. Agradeço o apoio dos torcedores e fãs, que ficaram do nosso lado nesse momento. Agora vamos voltar as atenções para o Mundial e peço para que quem torce por nós agora torça o triplo. Nós vamos para buscar grandes resultados lá”, disse.

Nicholas Santos e Henrique Barbosa, companheiros de Cielo no Flamengo, também estavam presentes no hotel em São Paulo onde o nadador se pronunciou. Os dois, no entanto, não fizeram qualquer declaração.

A médica da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), Sandra Soldan, chegou a dizer nesta sexta-feira que a famácia de manipulação que fez o suplemento alimentar assumiu a culpa pela contaminação. Neste sábado, porém, a própria farmácia negou que tenha assumido a culpa, em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo". 

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo