Mais Esportes

enhanced by Google
 

Para presidente da CBDA, advertência da CAS fortalece entidade

Em Xangai para o Mundial, Coaracy Nunes Filho se mostra satisfeito com ratificação da pena aplicada a Cesar Cielo em junho

iG São Paulo | 21/07/2011 12:57

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Coaracy Nunes Filho, presidente da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), não poderia estar mais contente. A advertência aplicada pela CAS (Corte Arbitral do Esporte) a Cesar Cielo não só libera o maior nadador da história brasileira para o Mundial de Xangai, como ratifica a decisão tomada pelo Painel da entidade.

LEIA TAMBÉM: CAS mantém advertência, e Cielo está liberado para o Mundial

“Eu não poderia deixar de dizer que estou muito contente e estou mais ainda porque foi respaldada a decisão do Painel da CBDA”, afirmou Coaracy durante entrevista coletiva em Xangai. “Isso nos deu uma grande satisfação porque nos deu a certeza de que agimos com absoluta correção na primeira instância, que foi o Painel da CBDA”.

O dirigente disse que nunca duvidou da inocência dos nadadores envolvidos no caso. Henrique Barbosa, Nicholas Santos e Vinícius Waked também foram julgados. Barbosa e Santos também receberam a pena branda, enquanto Waked foi suspenso por um ano por ser reincidente.

LEIA TAMBÉM: Cielo: "Estou virando esta página da minha vida"

“Nós já sabíamos que os atletas eram absolutamente inocentes e por isso foi dada uma advertência”, falou Coaracy. “Mas estão liberados e esperamos que o Cielo possa ganhar medalhas neste Mundial”.

As provas de natação do Mundial de Esportes Aquáticos começam no próximo domingo (noite de sábado no horário de Brasília). Neste mesmo dia, Cielo já participará da eliminatória da prova dos 50m borboleta.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo