Mais Esportes

enhanced by Google
 

Nadador flagrado no doping já havia testado positivo antes

Vinicius Waked teve constatada a presença de isometepteno em um exame em 2010 e foi punido com dois meses

Marcelo Laguna, iG São Paulo | 01/07/2011 17:38 - Atualizada às 18:02

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Embora a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) tenha usado o bom histórico como argumento para não punir de forma mais rigorosa os nadadores Cesar Cielo, Nicholas Santos, Henrique Barbosa e Vinicius Waked - todos deram positivo no exame antidoping realizado no Troféu Maria Lenk para a substância Furosemida -, a verdade é que um deles, na prática, é reincidente. Waked já havia sido punido pela Fina (Federação Internacional de Natação), em razão de um exame positivo realizado no Aberto de Natação do Brasil, em dezembro de 2009.

No dia 19 de dezembro de 2009, Vinicius Waked, nadador do Minas Tênis, ficou em terceiro lugar na prova dos 100m livre. Mas ao fazer o antidoping, ele deu positivo para a substância isometepteno, um estimulante, presente em um remédio para combater dor de cabeça, ingerido pelo nadador na ocasião. O caso foi levado à Fina, que optou por dar uma punição de dois meses de suspensão, a partir de 4 de fevereiro de 2010.

Mesmo assim, para a CBDA Waked não era considerado um reincidente. Para Eduardo de Rose, membro da Wada (Agência Mundial Antidoping) e presidente do Painel Antidoping da CBDA, não dá para ser constatada como segunda punição, exatamente pelo fato de que no caso divulgado nesta sexta-feira, não houve intenção de manipular o resultado.

"Não houve culpa nem negligência dos nadadores. O que houve foi a contaminação da cafeína que eles toma há dois anos", disse De Rose.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo