Mais Esportes

enhanced by Google
 

Nadador australiano é condenado por briga em bar

Nick D'Arcy brigou com o ex-atleta Simon Cowley, que teve fraturas no queixo, órbita do olho, bocheca e nariz

AE | 18/07/2011 10:08

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

selo

Foto: Getty Images Ampliar

Nick D'Arcy deixa tribunal depois de julgamento sobre o caso em 2009

Um juiz civil ordenou nesta segunda-feira que o nadador australiano Nick D'Arcy pague US$ 190 mil por danos ao ex-nadador Simon Cowley, que ficou machucado em uma briga em um bar em 2008. D'Arcy foi condenado em um tribunal de jurisdição criminal em 2009 por causar danos graves a Cowley, que teve fraturas no queixo, na órbita de um olho, na bochecha e no nariz, mas a sentença de 14 meses de prisão foi suspensa, o que o impediu de ser preso.

D'Arcy também foi expulso do time australiano de natação dos Jogos Olímpicos de Pequim e não foi autorizado a competir no Mundial de Esportes Aquáticos de 2009. Cowley entrou com uma ação civil no Tribunal Distrital de Sydney, onde o juiz Anthony Puckeridge disse nesta segunda-feira que o efeito das lesões em Cowley foram "eloquentes". 

D'Arcy, que argumentou que atingiu Cowley em legítima defesa durante uma briga entre os dois em uma boate em março de 2008, não estava no tribunal no momento que o veredicto foi lido. O nadador de 23 anos, que voltou a competir, é um dos apenas dois nadadores que venceram o norte-americano Michael Phelps nos 200 metros borboleta nos últimos nove anos.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo