Mais Esportes

enhanced by Google
 

Cielo supera desconfiança e é campeão mundial dos 50m borboleta

Brasileiro nada em 23s10, conquista sua terceira medalha de ouro em Mundias de Esportes Aquáticos e chora copiosamente ainda na piscina

iG São Paulo | 25/07/2011 07:47 - Atualizada às 10:50

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Depois da desconfiança, a glória: Cesar Cielo é o campeão mundial dos 50m borboleta. Mais rápido nas duas baterias eliminatórias em Xangai, o brasileiro foi o mais veloz também na final e completou a prova em 23s10, o melhor tempo do ano. Esta é sua terceira medalha de ouro em Mundiais de Esportes Aquáticos. Os australianos Matthew Targett, com 23s28, e Geoff Huegill, 23s35, completaram o pódio.

LEIA TAMBÉM: "Depois dessa, nada me derruba mais", diz Cielo após conquista

<span>Depois do hino e muito choro, Cielo posa para foto oficial</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Antes de cair na água, Cesar Cielo faz sua tradicional preparação</span> - <strong>Foto: AP</strong> <strong>Publicidade</strong> <span>Cielo mergulha para final dos 50m borboleta no Mundial</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Brasileiro olha para cronômetro após completar prova em Xangai</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Cielo vibra muito ao completar prova em primeiro lugar</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Visivelmente aliviado, Cielo caiu no choro assim que viu o resultado</span> - <strong>Foto: Divugação</strong> <span>Já no pódio, Cielo olha para medalha de ouro, sua terceira em Mundiais</span> - <strong>Foto: Divugação</strong> <span>Assim como na piscina, brasileiro não conteve o choro durante premiação</span> - <strong>Foto: Divugação</strong> <span>Chorando muito, campeão mundial teve de ser consolado por rivais </span> - <strong>Foto: Divugação</strong>

Assim que viu o resultado, veio o desabafo. Ainda na piscina, Cielo chorou copiosamente. Um enorme peso visivelmente acabara de sair de suas costas após semanas convivendo com comentários e críticas sobre seu caso de doping, além da incerteza se disputaria o próprio Mundial. Convenceu a CAS (Corte Arbitral do Esporte) de sua inocência em julgamento na última quarta-feira e agora deu a resposta como melhor sabe: nadando.

VEJA TAMBÉM: Para técnico, Cielo extravasou no momento certo

O resultado do brasileiro nesta final supera seus tempos das eliminatórias. Na primeira fase, Cielo marcou 23s26. Na semifinal, 23s19. Nas duas baterias ele já havia avançado na primeira colocação, o que lhe rendeu um espaço na cobiçada raia quatro. Maior rival nesta prova, o francês Frederick Bousquet decepcionou: nadou na raia oito e ficou apenas com a quarta posição.

Este é a terceira medalha de ouro de Cielo em Mundiais de Esportes Aquáticos, realizado em piscinas olímpicas. Em Roma, há dois anos, o maior nadador da história brasileira foi campeão nos 50m e 100m livres, conquistas que ainda defenderá em Xangai. Ele soma mais cinco medalhas (duas de ouro) em Mundiais de piscina curta.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo