Mais Esportes

enhanced by Google
 

Cielo foge da polêmica com PRO 2016 e frisa profissionalismo

Atletas do Pinheiros convidados para participar do projeto do campeão olímpico podem perder contrato com o clube

Gazeta | 03/03/2011 17:49

Compartilhar:

Após ter chamado Leonardo de Deus, Henrique Rodrigues e Tales Cerdeira para o PRO 2016 (Projeto Rumo ao Ouro 2016), o medalhista olímpico Cesar Cielo se viu em uma situação difícil. O Pinheiros deu um prazo para os nadadores decidirem se participam do projeto ou continuam no clube, podendo acionar uma cláusula que prevê o fim do contrato.

"Eu prefiro não comentar sobre esse assunto. Este é um grupo de treino e eu não estou oferecendo nada além disso. Chamei-os como atletas e não como produtos", disse o nadador para o portal de notícias Globoesporte.com.

O Esporte Clube Pinheiros pode procurar medidas previstas pelo próprio clube que o favorecem, além de deixar os atletas com suas decisões para serem tomadas em um momento importante de preparação para as Olimpíadas de Londres, no ano que vem. Segundo a publicação, os dirigentes do clube paulistano decidiram não comentar sobre o assunto, alegando por meio de sua assessoria que vão aguardar a decisão dos atletas.

Sobre o projeto, o Cielo concedeu entrevista no programa Arena SporTV e contou como foi a sua idealização. "Eu e o Nicholas (Santos) estamos idealizando desde o ano passado, quando a gente morou junto. O principal objetivo do projeto era ter um ambiente de trabalho muito bom. O que contou bastante foi a capacidade do atleta, mas também a pessoa, a personalidade de cada um", declarou.

O nadador ainda contou sobre sua preparação para este ano, dizendo que vem treinando comparando os tempos com os maiôs antigos, além de ter como base suas marcas no Mundial e no Pan-americano. "Quero fazer bons resultados para, no ano olímpico, só corrigir os erros", concluiu.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo