Mais Esportes

enhanced by Google
 

Cielo é flagrado no antidoping, mas recebe apenas advertência

Teste realizado no Troféu Maria Lenk apontou presença da substância Furosemida. Três outros atletas do P.R.O. 16 também foram pegos

iG São Paulo | 01/07/2011 14:51

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O nadador Cesar Cielo foi pego em exame antidoping no Troféu Maria Lenk, informou nesta sexta-feira a CBDA (Condeferação Brasileira de Desportos Aquáticos). O atleta do Flamengo testou positivo para a substância Furosemida. Também foram pegos Nicholas Santos e Henrique Barbosa, do Flamengo, e Vinícius Waked, do Minas. Todos fazem parte do grupo de elite P.R.O. 16 (Projeto Rumo ao Ouro em 2016) e receberam apenas advertências.

De acordo com a CBDA, os atletas souberam indicar com precisão como a substância foi ingerida e não pediram a realização de contra-prova. Como não foi constatado aumento de desempenho, o painel de controle de doping instaurado pela entidade considerou o histórico dos nadadores e o regulamento da Fina (Federação Internacional de Natação) para aplicar apenas uma advertência a eles.

"Sou extremamente cuidadoso com isso e tenho a consciência tranquila de que não fiz nada para melhorar artificialmente meu desempenho", afirmou Cielo em nota oficial. "Sempre fiz uso desse suplemento e nunca um controle feito anteriormente apresentou problema. Em nenhum momento fui imprudente ou negligente ou usei de imperícia".

A Furosemida é um diurético que aumenta de forma intensa a excreção de urina e sódio pelo organismo e pode estar presente em suplementos alimentares. É considerada proibida pela Wada (sigla em inglês para Agência Mundial Antidoping) por mascarar o consumo de outras substâncias dopantes.

Foto: Satiro Sodré/Divulgação CBDA

Cesar Cielo diz ter certeza de sua inocência no caso de doping e não pediu contraprova do exame

Leia abaixo o comunicado da CBDA na íntegra:

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos – CBDA seguindo o que determina o Código Mundial Anti-Doping vem tornar público que os exames dos nadadores Cesar Cielo Filho, Nicholas Santos e Henrique Barbosa, do Flamengo, e Vinícius Waked, do Minas Tênis, em controle realizado por ocasião do Campeonato Brasileiro – Troféu Maria Lenk de Natação, e analisados pelo Laboratório INRS – Institut Armand Frappier, no Canadá, credenciado pela Agência Mundial Antidoping, acusou resultado analítico adverso para a substância Furosemida, da classe S5 Diuréticos.

O Painel de Controle de Doping instaurado pela CBDA na sexta-feira, 01/07, presidido pelo Prof. Dr. Eduardo de Rose e também composto pela Dra. Sandra Soldan, Dr. Marcus Bernhoeft e o Dr. Cláudio Cardone considerou o histórico dos atletas e o regulamento da Federação Internacional de Natação.

Os quatro atletas declinaram do direito de realização da amostra B. Os referidos atletas definiram com precisão como o diurético entrou no organismo, restando comprovado que não houve aumento dos seus desempenhos, fato que não ocorreu nesta competição.

O painel, dentro do espírito da legislção da Federação Internacional de Natação – FINA, notadamente na regra DC 10.4, optou por uma advertência aos quatro atletas uma vez que não foi identificada culpa ou negligência por parte dos mesmos no episódio.

De acordo com a regra DC 9 da FINA, os altetas perdem os resultados, prêmios, certificados e medalhas alcançados obtidos no Troféu Maria Lenk de Natação.

A documentação que embasa as decisões descritas acima foi encaminhada à FINA nesta sexta-feira, 1/07.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo