Mais Esportes

enhanced by Google
 

César Cielo diminui ritmo e Fratus vence na semi dos 100m livre

Apesar de ter largado na frente, o recordista mundial perdeu a disputa nos mestros finais ao se poupar

Gazeta | 06/05/2011 12:14

Compartilhar:

O campeão olímpico Cesar Cielo mais uma vez nadou para o gasto. Nesta sexta-feira, pelo Troféu Maria Lenk, o atleta do Flamengo virou na frente nos 100m livre, mas diminuiu o ritmo e foi superado por Bruno Fratus, do Minas Tênis Clube, que fez o tempo de 49s00.

Na fase final do Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação, que será realizada na manhã do próximo sábado, é esperado que Cielo dê o seu melhor para o ouro, visto que já possui vaga assegurada para o Mundial de Xangai, com o índice de 48s48.

"O resultado está bom. Está muito cedo. Tinha que ter acordado mais cedo do que acordei para dar um intervalo de três horas para deixar o corpo acordar direito para a prova. Mas deu para dar uma relaxada no final de novo para chegar melhor no sábado. Meu objetivo é nadar abaixo do 48s66 da Tentativa. Vamos ver se eu consigo. Talvez se fizer uma passagem mais forte para tentar chegar num 48 baixo", disse o brasileiro.

Já Fratus, que ficou 26 centésimos abaixo do índice para o Mundial, confia que pode conseguir amanhã a vaga para a competição chinesa. "Ainda dá para atingir o índice sim. Se achasse que não dava era melhor nem cair na água. A sensação (de superar Cielo) é boa, mesmo sabendo que ele não nadou 100%", ressaltou

Também nesta manhã, nos 50m peito feminino, a norte-americana Jéssica Hardy dominou a semifinal mas não quebrou nenhum recorde. Com 31s29, ela ficou bem à frente das brasileiras Ana Carla Carvalho, com 33s09, e Laís Rodrigues, que fez 33s64. No masculino, João Luis Gomes Júnior e Felipe França dominaram a primeira e segunda séries, respectivamente, com 27s79 e 27s48. Henrique Barbosa, na segunda prova do dia, chegou atrás de Felipe França e também se classificou para a final.

"É uma prova muito explosiva e eu gosto dessa competitividade, quem chega primeiro do outro lado. É algo que eu tenho igual ao Cielo. No Mundial, vamos ver, vou tentar pegar esse primeiro tempo amanhã e quero ganhar o mundial", finalizou França.

Ainda nesta sexta, Fabíola Molina, que ressaltou como se foca durante a prova, foi ouro mais uma vez nos 50m costas. "A concentração sempre dá aquele algo a mais que faz você nadar cada vez mais rápido", afirmou a brasileira. Entre os homens, Daniel Orzechowski superou o recordista sul-americano Guilherme Guido, que se chocou na raia, nos metros finais e foi medalha de ouro.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo