Mais Esportes

enhanced by Google
 

CBDA comemora justiça no caso Cielo

Para Ricardo de Moura, diretor-técnico da entidade, decisão da CAS em manter advertência era esperada, mas havia temor por resultado diferente

iG São Paulo | 21/07/2011 09:53

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

“A decisão vem coroar e fazer justiça a tudo aquilo que se esperava”. Foi com esta afirmação que Ricardo de Moura, diretor-técnico da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), recebeu a notícia da manutenção da advertência a Cesar Cielo. Julgado pela CAS (Corte Arbitral do Esporte) na última quarta-feira pelo caso de doping por furosemida, o nadador foi liberado para disputar o Mundial de Xangai.

VEJA TAMBÉM: CAS mantém advertência, e Cielo está liberado para o Mundial

“O que temíamos era um resultado diferente”, disse Moura em entrevista ao Sportv. Também envolvidos, Henrique Barbosa e Nicholas Santos receberam a mesma sentença. Por ser reincidente, Vinícius Waked foi punido com um ano de suspensão. "Estão todos muito desgastados. Estamos satisfeito com o resultado dos três, mas ficamos chateados com o Waked".

Se pegasse pena de três meses, como desejava a Fina (Federação Internacional de Natação), Cielo ficaria fora do Mundial, que começa no próximo domingo. Mas o verdadeiro temor estava em cima de uma possível suspensão de seis meses, que tiraria o maior nadador da história brasileira das Olimpíadas de Londres.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo