Mais Esportes

enhanced by Google
 

Caso Cielo deve se encerrar até 22 de julho, diz diretor da Fina

Ao Lance!, Cornel Marculescu estima data para julgamento do caso de doping por furosemida. Atleta se prepara para o Mundial de Xangai

iG São Paulo | 13/07/2011 12:20

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

A definição do caso do doping de Cesar Cielo deverá ocorrer entre os dias 21 e 22 de julho. A informação é do jornal Lance!, que conversou com Cornel Marculescu, diretor-executivo da Fina (Federação Internacional de Natação). O campeão olímpico testou positivo para o diurético furosemida em exame antidoping realizado no Troféu Maria Lenk, em maio.

LEIA TAMBÉM: Advogado americano defenderá Cielo diante da CAS

A entidade já havia pedido urgência à CAS (Corte Arbitral do Esporte), responsável por julgar o nadador, por causa da realização do Mundial de Xangai. Cielo está na China, onde se prepara para a competição, mas não sabe ainda se poderá disputá-la. O Tribunal revelou na última semana que o veredicto sairia até o dia 24, domingo, caso as partes envolvidas concordassem.

Em painel do último dia 1º, a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) optou por aplicar uma advertência ao nadador, decisão que desagradou a Fina e levou o caso à CAS. Se punido com mais rigor, Cielo não só estará fora do Mundial, que começa nesta mesma data, como pode perder os Jogos Olímpicos de 2012. Regulamento do COI (Comitê Olímpico Internacional) veta a participação de atletas que recebam pena por doping de pelo menos.

O iG tentou contatar Marculescu, mas o dirigente já se encontra em Xangai e disse que não falará sobre o caso durante o Mundial. Tanto a CBDA quanto a assessoria de Cesar Cielo não negaram a informação dada pelo Lance!, mas alegam que ainda não receberam nenhuma confirmação oficial por parte da CAS. O Tribunal não irá se manifestar sobre o assunto.

Henrique Barbosa, Nicholas Santos e Vinícius Waked, companheiros de Cielo no P.R.O. 16 (Projeto Rumo ao Ouro em 2016), também foram flagrados e serão julgados na mesma audiência do campeão olímpico.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo