Mais Esportes

enhanced by Google
 

CAS confirma pedido da Fina por suspensão de Cielo

Campeão olímpico foi flagrado em exame antidoping pelo uso da substência furosemida. Federação quer urgência na análise do caso

Pedro Taveira, iG São Paulo | 08/07/2011 14:05

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

A CAS (Corte Arbitral do Esporte) confirmou nesta sexta-feira que recebeu da Fina (Federação Internacional de Natação) um pedido de suspensão a Cesar Cielo, Nicholas Santos, Henrique Barbosa e Vinícius Waked. Os quatro nadadores foram flagrados em exame antidoping pelo uso da substência furosemida na última edição do Troféu Maria Lenk, em maio.


Em sua apelação, a Fina pede que a advertência aplicada pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquárticos) aos atletas seja substituída por uma pena maior. O período desta suspensão fica a encargo do Tribunal. De acordo com o regulamento da Wada (Agência Mundial Antidoping), a punição prevista para casos como este é de dois anos, mas a sanção pode ser reduzida ou até mesmo anulada caso seja atestado que não houve culpa ou negligência por parte dos atletas.

LEIA MAIS: Pena branda da CBDA pode tirar Cielo de Olimpíadas de Londres

Devido à proximidade do Mundial de Xangai, que será realizado entre os dias 16 e 31 de julho, a Fina demanda urgência na análise do caso. Ela quer que os quatro nadadores sejam ouvidos e julgados pelo mesmo painel de árbitros.

No entanto, a CAS, que leva um ano em média para resolver seus processos, deixa claro que a análise rápida só é possível se houver consenso entre todas as partes envolvidas. Caso haja acordo quanto a este ponto, o Tribunal estabelecerá um calendário processual a fim de que seja possível chegar a uma decisão, a priori, até o dia 24 de julho.

A Fina exige ainda que todos os resultados obtidos por Cielo e companhia desde os dias 7 e 8 de maio, datas dos exames que mostraram a furosemida, até o início do período de inelegibilidade sejam anulados. Para o campeão olímpico e mundial, isso significaria a perda de três medalhas de ouro conquistadas no Aberto de Paris.

Entenda o caso
Cesar Cielo foi flagrado em exame antidoping durante o Troféu Maria Lenk, em maio. O campeão mundial testou positivo para furosemida, diurético que pode mascarar a presença de outras substâncias proibidas. Nicholas Santos, Vinícius Waked e Henrique Barbosa também foram pegos. Todos alegam contaminação cruzada de um suplemento alimentar à base de cafeína.

Na sexta-feira da semana passada, o painel antidoping da CBDA optou por aplicar uma advertência aos atletas após analisar dados técnicos dos exames e receber um laudo da farmácia responsável pela manipulação do suplemento. Neste, ficaria aberta a hipótese da contaminação. Na última quarta-feira, porém, a Fina apelou desta decisão à CAS.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo