Mais Esportes

enhanced by Google
 

Advogado do caso Maurren é sondado para defender Cielo

Luciano Hostins foi contatado pela família de nadador. Doping por furosemida é analisado por Fina e pode chegar à CAS

Pedro Taveira, iG São Paulo | 05/07/2011 19:06

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O iG apurou que o advogado Luciano Hostins, que fez a defesa no caso Maurren Maggi em 2003, foi procurado pela família de Cesar Cielo para realizar a defesa do nadador. O campeão olímpico de mundial foi flagrado em exame antidoping por uso de furosemida.

O caso já está nas mãos da Fina (Federação Internacional de Natação) e pode avançar até a CAS (Corte Arbitral do Esporte). Por ora, Cielo recebeu uma advertência do painel da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos).

Cielo testou positivo para o diurético furosemida na última edição do Troféu Maria Lenk. Nicholas Santos, Henrique Barbosa e Vinícius Waked também foram pegos. Os nadadores alegam contaminação cruzada de um suplemento alimentar. Após analisar dados técnicos, a CBDA optou pela pena mais branda.

Já a Wada (Agência Mundial Antidoping), se discordar da sentença, poderá levar o caso à CAS. Por e-mail, a assessoria de imprensa da agência informou que irá revisar o caso Cielo assim que obtiver todas as informações. Somente depois disso, decidirá se irá exercer seu direito independente de apelar ou não. Até lá, não comentará sobre o assunto.

Caso Maggi
Há oito anos, Maurren Maggi foi suspensa pelo uso da substância clostebol, esteróide que aumenta a força e potência muscular. Apesar da defesa, encabeçada por Hostins, ter alegado que a contaminação se deu pelo uso de um creme para cicatrização após sessão de depilação, a pena da atleta foi de dois anos.

Foto: Fábio Rubinato/AGF/Divulgação

Em 2003, Maurren Maggi foi suspensa por dois anos pelo uso de esteróide clostebol

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo