Tamanho do texto

Em entrevista, Gusmão lembrou das dificuldades da carreira, especialmente com o processo criminal que respondeu por investigação de dopping

A ex-nadadora Rebeca Gusmão é a entrevistada desta segunda-feira do programa "Conversa com Roseann Kennedy", que vai ao ar às 21h30 na TV Brasil . Na entrevista, a brasiliense fala sobre as dificuldades que enfrentou na carreira, especialmente com o processo criminal a que respondeu por investigação de dopping durante os Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

Leia também: Defesa de Nuzman, presidente do COB, apresenta pedido de soltura imediata

Em entrevista, a ex-nadadora Rebeca Gusmão lembrou de quando foi acusada por Nuzman de falsidade ideológica
Divulgação
Em entrevista, a ex-nadadora Rebeca Gusmão lembrou de quando foi acusada por Nuzman de falsidade ideológica

Rebeca Gusmão  comentou também a prisão do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) , Carlos Arthur Nuzman , na última quinta-feira, durante a Operação Unfair Play, da Polícia Federal. Ele é investigados por envolvimento em um suposto esquema de compra de votos para a escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos.

“Na minha cabeça passou o filme do Nuzman, quando ele me fez responder a um processo criminal injustamente, onde, no final, fui absolvida. Eu lembro direitinho as palavras dele. E, ontem, quando vi ele sendo preso, vendo as coisas que ele fez, eu falo - realmente, depois de dez anos, a justiça divina tarda, mas não falha”, diz Rebeca na entrevista.

Leia também: Joanna Maranhão comenta polêmica em museu e relembra abuso na infância

Em novembro de 2007, Nuzman pediu a instauração de um inquérito criminal para investigação de possíveis irregularidades nos procedimentos de controle de doping da nadadora Rebeca Gusmão durante a competição no Rio de Janeiro. Mas, em agosto de 2009, já depois de ter sido banida do esporte, Rebeca foi absolvida pela 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, da acusação de falsidade ideológica . Ela era suspeita de ter adulterado amostras de urina para evitar que fosse flagrada em um exame antidoping durante os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

Esporte e política

O lado político do esporte também é assunto da conversa de Rebeca com Roseann Kennedy. “O esporte é um meio político também. Não existe aquela coisa é [romântica]. É muito bonito ali pra quem está na arquibancada. Quem está na plateia, sempre o espetáculo é bonito. Mas pra quem está nos bastidores, a gente sabe que não é, a gente sabe como funciona. E o esporte é um business. Então, quando você mistura política com business, é muito complicado”, afirma a atleta.

Leia também: Medalhista olímpico ex-namorado de Pellegrini é investigado por doping na Itália

Na entrevista, Gusmão também fala da importância da maternidade em sua vida, da relação com a família e do relançamento do livro autobiográfico Virada Olímpica – A carreira, a queda e a superação, no qual revela que tentou o suicídio, mas ressalta de que forma conseguiu se recuperar. Atualmente, Rebeca Gusmão é personal trainer, colunista e palestrante.