Tamanho do texto

A travessia de quatro meses de duração começou no último domingo, quando Hooper partiu de Dacar, no Senegal, com destino à cidade de Natal, no Brasil

O nadador britânico Ben Hooper quer se tornar a primeira pessoa a atravessar o Oceano Atlântico a nado
Reprodução
O nadador britânico Ben Hooper quer se tornar a primeira pessoa a atravessar o Oceano Atlântico a nado

O nadador britânico Ben Hooper quer se tornar a primeira pessoa a atravessar o Oceano Atlântico a nado.

LEIA MAIS: É absurdo ver vitória de Trump como retrocesso, diz Mangabeira Unger

A travessia de quatro meses de duração começou no último domingo, quando Hooper partiu de Dacar, no Senegal, com destino à cidade de Natal, no Brasil. O plano é terminar o percurso de 3,2 mil quilômetros em março.

Outras pessoas tentaram atravessar o Atlântico nadando, mas não foram sancionadas pelo Livro Guiness dos Recordes.

O nadador francês Benoit Lecomte diz ter sido o primeiro homem a cruzar o Atlântico sem uma prancha em 1998, mas o dado não foi confirmado.

LEIA MAIS: A major que protege 629 mulheres ameaçadas por homens na Bahia

O britânico de 38 anos espera que sua empreitada renda um milhão de libras (cerca de R$ 4,3 milhões) destinadas à caridade através de seu patrocinador Swim The Big Blue (“Nadando o Grande Azul”, em tradução livre).

No treinamento, Hooper chegou a nadar 12 milhões de metros no mar e em piscinas como preparação para a grande travessia.

Durante o percurso, ele pode enfrentar tubarões, tempestades e outros obstáculos, segundo ele. “A ideia é atravessar com segurança e eu acho que meu único medo é se algo der errado mecanicamente comigo", disse à BBC.

LEIA MAIS:  Realidade virtual 'leva' veterano da 2ª Guerra de volta a cidade que libertou dos nazistas

"Além disso, eu não estou muito preocupado com a vida marinha, eu estarei entrando em seu mundo, então preciso ser respeitoso. Eu já encontrei tubarões e águas-vivas e até agora ninguém me atacou”, afirma. Por precaução, ele está usando um spray repelente de tubarões.

Hooper está nadando no estilo crawl frontal durante 12 horas por dia, o que o obriga a consumir 12 mil calorias diárias para manter a energia.

Ele é acompanhado por dois barcos de apoio. A equipe conta com um médico, terapeutas com abordagem corporal e um observador que registrará tudo para o Guinness.

“Não há muitos primeiros lugares neste mundo e eu estou animado para ajudar o Ben a entrar nesse clube exclusivo”, disse Nigel Taylor-Schofield, capitão de um dos barcos de apoio.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.