Tamanho do texto

Brasileiro é o atual vice-campeão mundial e segundo no ranking do meio-médio. Flávio Canto e Mariana Silva também lutam na quinta

Após 3 medalhas conquistadas nos dois primeiros dias de competições no Mundial de judô (prata com Leandro Cunha e Rafaela Silva e bronze com Sarah Menezes), o Brasil chega ao terceiro dia de disputas apostando em sua principal estrela, o santista Leandro Guilheiro.

Cotado entre os principais favoritos da categoria meio-médio, Leandro é o atual vice-campeão mundial e número 2 do ranking. Atleta do Pinheiros, Guilheiro subirá no tatame do Palais Omnisports de Bercy credenciado por duas medalhas olímpicas (bronze em Atenas/2004 e Pequim/2008 na categoria leve), mas, principalmente, por seu impressionante cartel de vitórias obtido nas últimas temporadas entre os meio-médios.

Seus maiores concorrentes deverão ser o sul-coreano campeão mundial em 2010 e líder do ranking, Jae-Bum Kim, e o judoca do Azerbaijão, Elnur Mammadli.

Na mesma categoria, o Brasil também terá o medalhista olímpico em Atenas 2004, Flávio Canto. Aos 36 anos e atleta mais experiente da equipe ( esteve no último Mundial realizado em Paris, em 1997 ), Canto chega ao Mundial totalmente recuperado de uma lesão que o afastou dos tatames por um longo período.

Mesmo não figurando entre os candidatos ao título, o judoca carioca impõe respeito nos adversários. Considerado um dos maiores especialistas de luta de chão no mundo, Canto é criador e patrono do Instituto Reação, entidade sem fins lucrativos que desenvolve o judô em comunidades carentes do Rio e de onde saiu Rafaela Silva, prata no dia nesta quarta-feira.

Entre as mulheres, será a vez de Mariana Silva. Aos 21 anos, a jovem judoca, que ocupa a 25ª posição no ranking mundial, precisará de muita inspiração para chegar ao pódio do meio-médio.

Saiba mais sobre os brasileiros que lutam no terceiro dia do Mundial:


Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Divulgação/Fotocom.net
Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Leandro Guilheiro Categoria - Meio-Médio (81kg)
Idade:
28 anos Clube
Clube: Esporte Clube Pinheiros/SP
Ranking Mundial:

Principais Resultados

- Medalha de bronze nas Olimpíadas de Atenas 2004 e Pequim 2008
- Vice-campeão mundial Sênior 2010
- Campeão do Grand Slam do Rio de Janeiro 2011
- Vice-campeão no Grand Slam de Paris 2011

Principais adversários

Kim Jae-Bum (Coréia do Sul)
Elnur Mammadli (Azerbaijão)
Takahiro Nakai (Japão)
Travis Stevens (Estados Unidos)
Ivan Nifontov (Rússia)
Sirazhudin Magomedov (Rússia)

Leandro Guilheiro chegou à seleção brasileira em 2003 e desde então trilha uma das mais impressionantes trajetórias da história do judô brasileiro. Com duas medalhas olímpicas na categoria leve (Atenas/2004 e Pequim/2008), Leandro subiu para a categoria meio-médio em 2009 e desde então é presença constante no pódio dos principais torneios do mundo. Tem como principais armas a variedade de golpes, executados sempre em busca do ippon, o preparo físico e a objetividade. Sua estréia deverá ser tranqüila, contra o colombiano Pedro Castro. Seu caminho deve começar a complicar nas quartas de final quando deve encontrar adversários da Ex-União Soviética, como o russo Sirazhudin Magomedov, o georgiano Levan Tsiklauri , ou o uzbeque Yakho Imamov.


Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Divulgação/Fotocom.net
Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Flávio Canto Categoria - Meio-médio (81kg)
Idade:
36 anos Clube
Clube: Instituto Reação/Flum inense – RJ
Ranking Mundial: 17º

Principais Resultados
- Medalha de bronze nas Olimpíadas de Atenas 2004
- Campeão dos Jogos Pan-Amerianos 2003
- Medalha de bronze no Grand Slam de Moscou 2010
- Medalha de bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro 2010

Flávio Canto conhece bem os tatames do Palais Ominisports de Bercy. Único atleta ainda em atividade que disputou o Mundial de Paris em 1997, o judoca de 36 anos tem como principais características a sua imbatível técnica de luta de chão e sua capacidade de superar limites. No Mundial de 2010 alcançou a semifinal, perdendo para Leandro Guilheiro. Recuperado de lesão e fora da lista de favoritos, não será surpresa vê-lo avançar no torneio, mesmo estando em uma chave difícil. Sua estréia será diante do mexicano Karim Rezc. Nas oitavas de final deve se encontrar com o russo campeão mundial de 2007, Ivan Nifontov. Vencendo, poderá se encontrar com o líder do ranking e atual campeão mundial, Jae-Bum Kim, da Coréia do Sul.

Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Divulgação/Fotocom.net
Mariana Silva deve ter vida dura no Mundial de judô em Paris
Mariana Silva Categoria – Meio- médio (63kg)

Idade: 21 anos
Clube: Associação de Judô Rogério Sampaio/SP
Ranking Mundial:   25º

Principais Resultados
- Medalha de bronze no Campeonato Mundial Sub-20 2009
- Medalha de bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro 2010
- Campeã Sulamericana 2011
- Vice-campeã Panamericana 2011

Principais adversárias
Yoshie Ueno (Japão)
Emane Gevrise (França)
Elisabeth Willeboordse (Holanda)
Urska Zolnir (Russia)
Claudia Malzahn (Alemanha)

Mariana Silva é uma das mais novas judocas da seleção brasileira. Aos 21 anos, a judoca paulista terá desafios grandiosos para chegar ao pódio. Judoca formada pela escola japonesa (morou no Japão nos ansod e 2008 e 2009), Mariana faz parte atualmente da equipe de judô do campeão olímpico Rogério Sampaio. Sua estréia na competição será frente a austríaca Hilde Drexler. Em sua chave estão duas das principais favoritas, a holandesa Elisabeth Willeboordose e a francesa Emane Gevrise.

Veja como foi o segundo dia de competições para os brasileiros :


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.