Mais Esportes

enhanced by Google
 

Brasil divulga grupo que joga o Mundial de handebol nesta quarta

Com nova regra que permite chamar 16 atletas, seleção brasileira define elenco para o Campeonato Mundial feminino

Marcelo Laguna, iG São Paulo | 29/11/2011 15:05 - Atualizada às 17:30

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

A seleção brasileira feminina de handebol promete para esta quarta-feira o anúncio da lista definitiva das jogadoras que disputarão o Campeonato Mundial da modalidade, que começa na próxima sexta-feira em São Paulo e vai até o dia 18/12. E o técnico da equipe, o dinamarquês Morten Soubak, ainda foi beneficiado por uma mudança de regra anunciada recentemente pela IHF (Federação Internacional de Handebol), que a partir deste Mundial permitirá que cada equipe possa utilizar 16 atletas, ao contrário dos 14 que eram permitidos até então em outras edições da competição.

Veja também: Com final fácil, Brasil é ouro no handebol feminino

Soubak poderá, se quiser, até usar as mesmas 15 jogadoras que participaram da conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, quando o Brasil também conseguiu garantir classificação para as Olimpíadas de Londres 2012, e ainda reforçar o grupo com mais uma atleta. Como 19 jogadoras estão participando da fase de treinamento, em São Bernardo do Campo, o dinamarquês promoverá três cortes nesta quarta-feira.

Foto: Divulgação

O técnico da seleção feminina de handebol, Morten Soubak, definirá nesta quarta-feira o grupo que disputará o Mundial

E duas destas jogadoras dividem a dúvida de Soubak. São elas a central Tayra, que atual na Metodista/São Bernardo, e a pivô Alessandra, do Santo André. Nesa disputa, Tayra está em desvantagem, pois está com uma pubalgia no final da semana passda, que a tirou dos treinamentos. "Foi uma lesão causada por excesso de esforço, pois ela veio de vários jogos seguidos. Mas até sexta-feira terá condições para voltar a treinar. Aí é com o treinador", explicou o médico da seleção, Leandro Gregorut Lima.

Leia também: Tricampeã do handebol vive dilema: gravidez ou Olimpíadas?

Já Tayra, que não foi ao Pan de Guadalajara por opção do treinador, nem pensa em ficar de fora. "Tenho feito tratamento intensivo, muita fisioterapia, para ficar à disposição dele. Eu falei para o Morten que estarei pronta para o Mundial", afirmou a central.

O treinador dinamarquês prefere manter o mistério e não dá pistas sobre a definição do elenco. "Só amanhã (quarta-feira), só amanhã", explicou Soubak aos jornalistas, após ser perguntado sobre o tema, após o treinamento desta terça-feira, no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo.

Novas regras

Além de aumentar o número de atletas à disposição dos treinadores, o Mundial feminino de handebol colocará em prática mais duas mudanças no torneio em São Paulo, que começa na próxima sexta-feira. Uma delas é que a partir de agora, os treinadores terão direito a pedir três tempos técnicos por jogo. Até então, eram dois. Estas paradas serão solicitadas com a utilização de cartões verdes, numerados de 1 a 3. O treinador pode utilizar, no máximo, dois por etapa, com uma restrição: nos cinco minutos finais da partida, só poderá parar a disputa uma vez.

Tanto o aumento do número de atletas em cada equipe quanto o dos três tempos técnicos foram testados em outras competições (Mundial Juvenil masculino e Jogos Pan-Americanos). A outra alteração na regra será que o intervalo entre o primeiro e o segundo tempo passou de dez para 15 minuntos, a pedido da televisão.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Nenhum comentário. Seja o primeiro.


Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!




*Campos obrigatórios

"Seu comentário passará por moderação antes de ser publicado"

Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo